Correio do Povo | Notícias | Mais de mil pessoas já baixaram aplicativo de adoções lançado

Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

  • 10/08/2018
  • 19:53
  • Atualização: 20:01

Mais de mil pessoas já baixaram aplicativo de adoções lançado

Objetivo do aplicativo desenvolvido pelo TJ é reduzir as filas de adoção

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Mais de mil pessoas já baixaram o aplicativo “Adoção”, destinado a aproximar os adotantes das crianças e adolescentes à espera por um lar. A plataforma, desenvolvida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) teve lançamento oficial às 14h desta sexta-feira. O objetivo principal do aplicativo é reduzir as filas de adoção, um processo hoje bastante impessoal. A ideia é fazer com que os futuros pais possam travar contato com os menores de modo virtual, e vice-versa.

Durante a tarde, o TJ revelou que houve mais de mil downloads do aplicativo, com 83 usuários habilitados a visualizarem as crianças e adolescentes. Três já manifestaram desejo concreto de adotar. Para o Tribunal, a campanha já pode ser considerada bem-sucedida pela exposição que alcançou na mídia.

O aplicativo vai ficar disponível nas app stores, podendo ser baixado por qualquer usuário. Apenas cidadãos cadastrados no sistema do TJ e que estejam na fila de adoção terão acesso aos perfis das crianças. Para os demais internautas, fica disponível apenas uma versão explicativa da plataforma. Nos perfis para adoção, devem ser fornecidas informações como idade e condições de saúde.

Hoje, existem cerca de 5 mil pessoas na fila de adoção no Rio Grande do Sul, para um total de 620 crianças e adolescentes em espera. A grande maioria supera dez anos de idade e acaba passando a infância e adolescência em abrigos e casas de passagem.


TAGS » Adoção, TJ