Correio do Povo | Notícias | Prefeitura de Porto Alegre abre sindicância para apurar ocupação

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018

  • 10/08/2018
  • 19:59
  • Atualização: 20:15

Prefeitura de Porto Alegre abre sindicância para apurar ocupação

Relatório sobre manifestação de terça-feira deve ser concluído em 30 dias

Prefeitura abriu sindicância para apurar ocupação | Foto: Ricardo Giusti

Prefeitura abriu sindicância para apurar ocupação | Foto: Ricardo Giusti

  • Comentários
  • Correio do Povo

A prefeitura de Porto Alegre, por determinação do prefeito Nelson Marchezan Júnior, instaurou uma sindicância sobre a ocupação do Paço Municipal por servidores na última terça-feira. O objetivo é identificar autores e possíveis infrações à lei ao longo do ato.

O presidente da sindicância, Caciano Ferreira, afirmou que a meta é entregar o relatório conclusivo em até 30 dias. Serão realizadas entre duas a três reuniões por semana no período. Nesta sexta-feira, houve a primeira, de instauração. Na próxima segunda, a pauta será de requisição de informações e documentos. A sindicância visa identificar se houve agressões físicas, verbais ou psicológicas, cárcere e  exposição a risco dos próprios servidores. A ocupação da prefeitura durou cerca de 10 horas.

Em nota publicada na quinta-feira, o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) negou que tenha havido danos ao patrimônio público. "Nenhuma porta, cadeira ou qualquer móvel dou recinto foi danificado por qualquer municipário. A entrada dos servidores aconteceu somente no Salão Nobre, que estava com suas portas abertas, não tendo sido ocupada nenhuma outra sala", garantiu sindicato.