Correio do Povo | Notícias | Corsan realiza obras para melhorias no saneamento do Litoral gaúcho

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

  • 02/01/2018
  • 17:18
  • Atualização: 17:32

Corsan realiza obras para melhorias no saneamento do Litoral gaúcho

Foram investidos pouco mais de R$ 32 milhões em cerca de dez projetos

Corsan realiza obras para melhorias no saneamento do Litoral gaúcho | Foto: Fabiano do Amaral

Corsan realiza obras para melhorias no saneamento do Litoral gaúcho | Foto: Fabiano do Amaral

  • Comentários
  • Marco Aurélio Ruas

O Natal e o Réveillon passaram sem o registro de grandes ocorrências referentes ao sistema de saneamento ou de abastecimento de água no Litoral gaúcho. Para garantir que as festas ocorressem dentro da normalidade, assim como no restante do veraneio, a Corsan realizou diversas obras e melhorias operacionais em sistemas estratégicos. A única dificuldade, em situações pontuais, foi a pressão da água, mas ninguém ficou desassistido.

“A Corsan está buscando permanentemente melhorar, mas do ano passado pra cá, fizemos um reforço de pelo menos 20% de água produzida”, relatou o diretor de Operações da Corsan, Eduardo Barbosa Carvalho. Segundo ele, o único problema constatado até o momento foi o causado pelo uso excessivo em determinado horário.

Foto: Fabiano do Amaral 

No caso mais específico, na noite de Ano Novo, entre 18h e 23h. “Neste ano, estamos muito melhor. Foram pouquíssimos relatos de sobre a pressão, de falta d’água não teve nenhum”, afirmou. De acordo com Carvalho, se o veranista tiver um bom reservatório em casa, pode nem sentir o problema. “Com a nossa atual estrutura, chegamos a ter uma capacidade ociosa, entre março e dezembro, funcionando em cerca de 30% da capacidade”, disse Carvalho, mostrando o aumento considerável da utilização do serviço durante o veraneio.

Investimento

O investimento da Corsan ocorreu, principalmente, em regiões tradicionalmente movimentadas e que concentram as estações do órgão, como em Tramandaí, Imbé, Capão da Canoa e Xangri-Lá. Entre as obras que foram realizadas antes do veraneio estão o aumento de produção e de reservação, implantação e substituição de redes e perfuração de poços, entre outras medidas.

Em Capão da Canoa e Xangri-Lá, por exemplo, ocorreu o maior número de melhorias. Ao todo, foram investidos pouco mais de R$ 32 milhões em cerca de dez obras. A principal e que exigiu um maior valor investido foi a de ampliação do sistema de abastecimento de água , com aumento da produção de 440 litros por segundo para 650 litros por segundo. O investimento foi de R$ 10,926 milhões.

Em Atlântida Sul e Rainha do Mar, a Corsan substituiu o bombeamento da água tratada para aumentar a confiabilidade do sistema e, assim como em Capão da Canoa, aumentou a produção de água tratada. Há também um projeto que prevê a ampliação do bombeamento de água tratada.

Um pouco mais ao sul, em Imbé, foi realizada uma nova travessia no rio Tramandaí para adução de água bruta. Através da melhoria, se diminuiu as perdas e, consequentemente, se aumentou a disponibilidade de água no sistema. Em Tramandaí, foram construídos dois novos reservatórios, com capacidade de 250 m³ cada, e melhorado o sistema de bombeamento para os balneários do município, como Oásis, Nova Tramandaí, Jardim Atlântico e Jardim do Éden.

Cidreira e Balneário Pinhal também contaram com investimentos da Corsan. Em Salinas estão sendo instalados dois novos reservatórios, com capacidade total de 200 m³. Além disso, foi realizada a substituição de 1.140 metros de adutora de água bruta.