Correio do Povo | Notícias | Primeiro táxi branco com listras vermelhas já circula em Porto Alegre

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 21 de Outubro de 2018

  • 11/10/2018
  • 08:58
  • Atualização: 22:17

Primeiro táxi branco com listras vermelhas já circula em Porto Alegre

Veículos que ingressarem na frota da Capital a partir de agora devem estar padronizados

Com prefixo 3211, novo carro atua no ponto fixo do Barra Shopping Sul | Foto: Ricardo Giusti

Com prefixo 3211, novo carro atua no ponto fixo do Barra Shopping Sul | Foto: Ricardo Giusti

  • Comentários
  • Jessica Hübler

Já são dois táxis brancos com faixas vermelhas, habilitados a prestar serviço na Capital. O primeiro pertence a Osmar Fagundes, que trabalha há 32 anos como taxista, e já está circulando pelas ruas da Capital gaúcha. Com prefixo 3211, Fagundes atua no ponto fixo do Barra Shopping Sul e está empolgado com a novidade. "Até agora só alegria, os passageiros estão elogiando muito o carro, dizem que ficou bonito com a nova cor", afirmou. Segundo ele, muitos colegas ainda não conseguiram se acostumar com o novo modelo, mas garante que é questão de tempo.

Antes de começar a rodar com o Chevrolet Cobalt 2018, modelo 2019, Fagundes trabalhava com uma Chevrolet Spin 2013 vermelho ibérico. "Estava há tempos querendo trocar a cor. Aproveitei que tive que entregar a Spin e comprei o Cobalt, me entregaram em 18 de julho e esperei a vigência da nova lei para me adequar. Estou realizado", enfatizou.

"Quando diziam que as pessoas teriam dificuldade de reconhecer como um táxi não se confirma, já fui parado nas ruas e todos dizem que o veículo está bem identificado", explicou. Conforme Fagundes, tanto a visualização do prefixo, quanto as informações sobre o ponto onde atua estão bem visíveis. "Estou bem contente, acho que mudou para melhor. As pessoas inclusive me param na rua para tirar foto, é uma sensação", disse.

Já o segundo carro só entra em operação na próxima semana. A vistoria do veículo, um VW Virtus 2018, prefixo 2854, aconteceu na quarta-feira na rampa da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC). O próximo passo é a liberação da documentação do veículo junto ao Detran.

O permissionário Valdeci Cardoso Padilha, de 70 anos, aprova as novas regras da prefeitura para os taxistas, assim como seu filho, Marcelo, 40 anos, condutor do carro, na profissão de taxista há 22 anos: “Mesmo que inicialmente surjam algumas dúvidas na identificação do táxi pelos usuários, logo a população irá se acostumar. Sempre fui a favor em qualificar o atendimento do serviço. Aliás, minha vestimenta já está dentro dos novos padrões, há bastante tempo”, afirma Marcelo. “O exame toxicológico também é uma boa. Dá mais segurança e confiabilidade para a categoria junto aos usuários”, reforça.

Padronização até 2020 

Os taxistas têm até 2020 para modificar a cor dos veículos, conforme consta na lei 12.420/18, sancionada em junho. Os novos veículos que ingressarem na frota de táxis da Capital já devem ser na cor branca, com faixa vermelha na lateral. Além disso, o vermelho ibérico não foi totalmente excluído. Isto porque o prefeito Nelson Marchezan Júnior determinou a manutenção da cor para uma nova categoria executiva dos táxis da Capital.

A categoria executiva será formada por veículos diferenciados: eles devem ter até três anos de vida útil, quatro portas, ar-condicionado e ser modelo sedã médio, grande ou utilitário esportivo (SUV). Além da mudança de layout, a Lei Geral dos Táxis também dispõe sobre padrão de vestimenta e gravação de imagens no interior do veículo. Outras regulamentações e decretos com alterações do serviço de táxi serão divulgadas até o fim de novembro.