Correio do Povo | Notícias | Obras no aeroporto de Porto Alegre devem gerar cerca de 8 mil empregos

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 27/03/2018
  • 13:49
  • Atualização: 15:50

Obras no aeroporto de Porto Alegre devem gerar cerca de 8 mil empregos

Fraport pretende criar base de fornecedores de materiais e profissionais de diversas áreas

Fraport pretende criar base de  profissionais de diversas áreas | Foto: Guilherme Testa / CP

Fraport pretende criar base de profissionais de diversas áreas | Foto: Guilherme Testa / CP

  • Comentários
  • Cláudio Isaías

A geração de cerca de oito mil empregos diretos e indiretos em diferentes frentes de trabalho deve ser um dos resultados das obras de ampliação do Porto Alegre Airport - Aeroporto Internacional Salgado Filho, segundo estimativas do Consórcio HTB, Tedesco e Barbosa Mello, contratado pela empresa alemã Fraport. A informação foi divulgada nesta terça-feira durante a Rodada de Negócios que reuniu mais de 100 empresas gaúchas realizada no Centro de Eventos da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), em Porto Alegre.

O gerente de Assuntos Corporativos da Fraport, Andreas Montag, disse que o objetivo da empresa é criar uma base de fornecedores. Na apresentação, Montag disse que a empresa busca fornecedores para os serviços de engenharia e instalação (elétrica e hidráulica), combate a incêndio, Tecnologia da Informação (TI), serviços de terraplanagem, de recuperação de fachadas, limpeza, segurança e serviços médicos. A Fraport pretende ainda contratar empresas que forneçam materiais de escritório e copa, EPI, materiais elétricos e hidráulicos, uniformes, calçados e ferramentas.

Segundo Montag, a empresa alemã pretende nos próximos anos ampliar a estrutura aeroportuária do Salgado Filho, elevar os níveis dos serviços e aumentar a concorrência entre os aeroportos. “Queremos crescer junto com Porto Alegre e com o Rio Grande do Sul”, destacou Montag, ao afirmar que o desafio da empresa é realizar os investimentos necessários para ampliar os níveis de serviço e de tráfego no aeroporto.

A CEO da Fraport Brasil-Porto Alegre, Andreea Pal, ressaltou que a empresa alemã estava muito satisfeita em realizar a rodada de negócios em parceria com o Sebrae/RS. "O nosso objetivo é conhecer o mercado gaúcho e estreitar nossas relações com as empresas fornecedoras de serviços no Estado", destacou.

Já o presidente da Fiergs, Gilberto Petry, elogiou a disposição da empresa alemã de apostar no Rio Grande do Sul e de apresentar à indústria gaúcha o seu projeto de desenvolvimento para as operações do aeroporto. "A gestão do aeroporto traz um amplo espectro de oportunidades ao setor industrial do Estado e vão gerar impactos positivos e benefícios econômicos e sociais para a economia gaúcha", explicou.

Conforme Petry, não há dúvidas de que o projeto da Fraport fomentará também a atração de novos investimentos locais e regionais no campo do fornecimento de serviços e de equipamentos. Já o diretor técnico do Sebrae/RS, Airton Ramos Pinto, ressaltou que as pequenas empresas gaúchas estarão recebendo informações sobre o projeto de ampliação do aeroporto. "Os investimentos previstos pela empresa são altos e isso será uma grande oportunidade para as empresas do Rio Grande do Sul", acrescentou.

A Rodada de Negócios é uma ação do programa Desenvolve RS, criado para fomentar negócios a partir da união de diversas entidades dos segmentos econômicos como o Sebrae/RS e tem a coordenação da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.