Correio do Povo | Notícias | MP-RS irá investigar impactos da transferência do Corpo de Bombeiros para Cete em Porto Alegre

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 20/04/2018
  • 16:33
  • Atualização: 18:06

MP-RS irá investigar impactos da transferência do Corpo de Bombeiros para Cete em Porto Alegre

Promotor aponta que serão analisados riscos que representa para natureza e o treinamento esportivo no local

MP-RS irá investigar impactos da transferência do Corpo de Bombeiros para Cete em Porto Alegre | Foto: Luiza Dornelles / CMPA / CP

MP-RS irá investigar impactos da transferência do Corpo de Bombeiros para Cete em Porto Alegre | Foto: Luiza Dornelles / CMPA / CP

  • Comentários
  • Franceli Stefani

O promotor de justiça da promotoria de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público Estadual (MP-RS), Cláudio Ari Pinheiro de Mello, abriu na tarde desta sexta-feira um inquérito civil público para investigar impactos que a transferência da sede do Corpo de Bombeiros para o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete), no bairro Menino Deus, causaria para a localidade. Segundo ele, serão analisados os riscos que representa para a natureza, para o treinamento esportivo e lazer, além do impacto urbanístico.

Mello revelou que tomou conhecimento da proposta do governo de mudar a sede dos Bombeiros através da imprensa. "Esta proposta me preocupou por duas razões. Ela tem potencial de, em primeiro lugar, descaracterizar o uso do local como centro de treinamento esportivo e lazer, além do impacto urbanístico e viário que a obra do bombeiros causaria no bairro, que vem sofrendo com várias intervenções públicas", declarou.

Na última quinta-feira, uma audiência proposta pela vereadora, Sofia Cavedon (PT), na Câmara de Vereadores, reuniu associação de moradores da localidade, federações esportivas e também representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

O promotor explicou que os participantes expuseram as inconformidades com a proposta do Estado e solicitaram a intervenção do Ministério Público. "Tomei a decisão para investigar os pontos que já salientados. Na semana que vem, na quarta-feira, faremos uma visita para que as entidades nos mostrem a sua visão sobre o local. Eu conheço bem o Cete, mas eles entendem o desenho do projeto estabelecido pelo governo e do que poderia ser afetado no espaço", disse.

Segundo o promotor, a obra impactará o centro e e após uma análise técnica no espaço poderá emitir uma opinião. "Preciso conhecer a planta e a proposta já publicada, porque aquele local é um dos mais importantes da Capital. Utilizado por moradores de todas as localidades e por pessoas que saem de cidades da grande Porto Alegre para terem momentos de lazer e esporte no espaço", destacou.

Outro ponto observado por Mello, é a mudança na pequena rua Gonçalves Dias. "O bairro sofrerá importantes mudanças. A avaliação do impacto urbanístico, feita por especialistas, nós temos temos na promotoria esses profissionais, assim como a prefeitura deve ter também, vai ser fundamental. Vamos acompanhar o estudo feito por eles", afirmou

A vereadora afirmou que nas manifestações feitas na audiência ficou caracterizado, pelos diversos segmentos, a especificidade e singularidade do Cete que vai da inclusão à excelência em 21 modalidades de esportes e lutas. "São 1,6 mil jovens, crianças, adolescentes que praticam, diariamente, aulas diversas no local. Além disso, todos os praticantes espontâneos chegam de três a quatro mil por dia", ponderou.