Correio do Povo | Notícias | Ainda sem circulação normal, ônibus de Porto Alegre terão tabela de sábado na quarta-feira

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Novembro de 2018

  • 29/05/2018
  • 14:00
  • Atualização: 16:59

Ainda sem circulação normal, ônibus de Porto Alegre terão tabela de sábado na quarta-feira

Moradores da zona Sul fazem protesto pela demora dos coletivos

Ônibus irão circular a partir de quarta-feira com tabela de sábado | Foto: Vinicius Roratto / CP Memória

Ônibus irão circular a partir de quarta-feira com tabela de sábado | Foto: Vinicius Roratto / CP Memória

  • Comentários
  • Cláudio Isaías

Os ônibus de Porto Alegre voltam a circular na quarta-feira com tabela horária de sábado. O funcionamento do transporte coletivo com 100% da oferta de veículos será dos primeiros horários até as 8h30min, e no final da tarde, das 17h às 19h30min. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informa que fora desses horários a circulação os coletivos será reduzido. Já as 429 lotações que atendem 31 linhas na Capital funcionam nesta quarta-feira com tabela horária normal.

A diferença com relação a operação do começo da semana, é que os veículos não estão mais autorizados a transportar passageiros em pé e nem a circular nos corredores de ônibus. Os táxis seguem atendendo normalmente e também não estão mais autorizados a fazer corridas compartilhadas. Nesta terça-feira, os passageiros residentes na zona Sul da cidade, principalmente da Restinga, enfrentaram atrasos no transporte coletivo. Os moradores relataram uma demora de mais de 30 minutos nos ônibus que deveriam circular normalmente. Por mais de 10 minutos, e, pelo menos, em duas ocasiões, usuários de ônibus da Restinga bloquearam, logo depois das 7h, a avenida João Antônio da Silveira, na zona Sul da cidade, em protesto contra os atrasos.

No terminal da avenida Borges de Medeiros, no Centro, o vigilante Antônio Soares disse que ficou mais de 50 minutos esperando pelo ônibus no terminal da avenida Nilo Wulff, na Restinga, para que pudesse chegar ao trabalho na zona Norte da cidade. Para resolver o problema na Restinga, a EPTC permitiu que as lotações da zona Sul transportassem os passageiros em pé. Além disso, segundo a EPTC , o consórcio Viva Sul será questionado sobre o acordo firmado na semana passada que não foi cumprido novamente nesta terça-feira.

O movimento também foi intenso nos terminais da avenida Salgado Filho, da rua Uruguai e da Praça Parobé, no Centro, onde foram registradas filas de passageiros que aguardavam os ônibus para realizar os seus deslocamentos para as zonas Leste, Norte e Sul. Em nota, a Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) informou que, apesar dos esforços para oferecer um atendimento mais próximo da normalidade, houve problemas no transporte público na zona Sul da cidade.

A associação lamentou o atraso e destacou que se trata de uma situação atípica, tanto pela falta de combustível, quanto pelas deficiências que essa condição provoca, inclusive em relação ao deslocamento de funcionários.

Segundo a ATP, também ocorreu uma sobredemanda em comparação aos dias anteriores em função do não abastecimento de gasolina nos postos de combustíveis da zona Sul da Capital. Um exemplo, conforme a associação, é a tabela normal da linha Restinga que possui 45 horários entre as 6h e 8h30min. O consórcio Viva Sul iniciou o dia com 38 horários e a partir das 6h30min colocou mais oito horários, e mesmo assim os ônibus estavam trabalhando com lotação acima do esperado.