Correio do Povo | Notícias | Governo do RS deve anunciar em 40 dias nova área para construção do complexo dos Bombeiros

Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 05/06/2018
  • 15:37
  • Atualização: 15:49

Governo do RS deve anunciar em 40 dias nova área para construção do complexo dos Bombeiros

Leilão do terreno que abrigava o complexo da Brigada Militar foi suspenso

Governo do Estado deve anunciar em 40 dias nova área para construção do Ginásio dos Bombeiros | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Governo do Estado deve anunciar em 40 dias nova área para construção do Ginásio dos Bombeiros | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Franceli Stefani

Dentro de 40 dias o Governo do Estado espera anunciar a nova área que receberá o complexo de ensino e treinamento do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul. Conforme o secretário adjunto da Secretaria de Segurança Pública (SSP), o coronel Everton Oltramari, será feito um mapeamento, junto com os bombeiros, para a escolha de uma nova área que possa abrigar o projeto já idealizado. "No período de 30 a 40 dias pretendemos retomar o plano de construir o centro de formações moderno e de referência para a América do Sul", destacou.

Com a retirada do Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete) de cena, após a reunião que ocorreu no Palácio Piratini na segunda-feira, o leilão do terreno que abriga o Ginásio da Brigada Militar e da Escola dos Bombeiros, localizada ao lado, fica suspenso. "Ele está travado momentaneamente, enquanto seguimos em busca de outras áreas, que ofereçam condições técnicas para abrigar a estrutura projetada", afirmou o secretário adjunto.

Oltramari elogiou a atitude do governador José Ivo Sartori em preservar a natureza da criação do Cete. Segundo ele, a secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer levou a preocupação pelas reivindicações da comunidade e solicitou uma reavaliação por parte do governo quando a destinação do espaço. "Os moradores do Menino Deus e entorno do centro de treinamento se mobilizaram, parlamentares da cidade e da Assembleia Legislativa também começaram a discutir a questão. Acredito que houve um pouco de incompreensão por parte do projeto", expressou.

O coronel detalhou que quando ele foi concebido, teve o intuito de ser benéfico para todos: "Com a presença dos bombeiros no local para proporcionar uma maior sensação de segurança aos frequentadores do local e também moradores do entorno e bairros próximos, além disso eles compartilhariam o espaço. Muitas pessoas ficaram com o temor que os militares assumissem a gestão do local, o que nunca foi a proposta."