Correio do Povo | Notícias | Inquérito deve investigar se houve negligência na explosão no frigorífico

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Novembro de 2018

  • 16/07/2018
  • 17:58
  • Atualização: 18:53

Inquérito deve investigar se houve negligência na explosão no frigorífico

Dois homens morreram e quatro funcionários ficaram feridos, em Taquara

Inquérito deve investigar se houve negligência na explosão no frigorífico | Foto: Magda Rabie / Prefeitura de Taquara / CP

Inquérito deve investigar se houve negligência na explosão no frigorífico | Foto: Magda Rabie / Prefeitura de Taquara / CP

  • Comentários
  • Stephany Sander

Uma explosão no frigorífico Marinês Borges, no município de Taquara, no Vale do Paranhana, causou a morte de dois homens nesta segunda-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, a explosão ocorreu quando os funcionários colocavam lenha na caldeira, que ficava em uma peça separada do prédio do frigorífico. A construção ficou totalmente destruída.

A Polícia Civil já está investigando as causas da explosão da caldeira do frigorífico localizado no bairro Tucanos. Segundo o delegado Ivair Matos Santos, o inquérito policial deve apurar se houve algum tipo de negligência, ou falta de manutenção do equipamento. Conforme ele, a proprietária da empresa prestou depoimento na tarde desta segunda-feira. 

Os quatro funcionários que também ficaram feridos com a explosão foram atendidos no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um deles foi liberado e os outros três encaminhados para realização de exames no Hospital Bom Jesus. De acordo com casa de saúde os ferimentos eram leves e todos já receberam alta médica.

Os proprietários da empresa irão se manifestar após resultado da perícia. O Corpo de Bombeiros informa que o Plano de Prevenção e Contra incêndio (PPCI), bem como o alvará da prefeitura de licença para o local estava em dia.

Prefeitura lamenta tragédia 

Em nota, o prefeito Tito Livio Jaeger Filho, lamentou a tragédica ocorrida no frigorífico Marinê Borges que resultou na morte de duas pessoas. " Estamos todos consternados, queremos neste momento de dor, prestar os nossos mais sinceros pêsames a todos os familiares e amigos de Alberto Strauss e de Roberto de Oliveira, rogando ao nosso bom Deus que os ampare para que enfrentem com fé e força este momento difícil", lamentou.

"Para que não surjam especulações e a propagação de falsas informações, salientamos que a empresa em questão se encontrava com toda a sua documentação em dia junto ao Município. Seguem agora todos os levantamentos e perícias pertinentes, e acompanharemos de perto todos os desdobramentos do caso", completou.