Correio do Povo | Notícias | Governo do Estado e Dnit se reúnem nesta segunda para tratar da freeway

Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 22/07/2018
  • 17:12
  • Atualização: 17:16

Governo do Estado e Dnit se reúnem nesta segunda para tratar da freeway

EGR deve assumir manutenção da rodovia e serviço de atendimento aos motoristas

EGR deve assumir manutenção da rodovia e serviço de atendimento aos motoristas | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

EGR deve assumir manutenção da rodovia e serviço de atendimento aos motoristas | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

  • Comentários
  • Mauren Xavier

Deverá ser definido, nesta segunda-feira, o acerto entre o governo federal e a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) para a concessão temporária da freeway. O encontro ocorrerá em Brasília e reunirá integrantes do governo do Estado, dos ministérios da Casa Civil e dos Transportes, Portos e Aviação Civil, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e da EGR.

Se a reunião for positiva, a Empresa Gaúcha de Rodovias ficará responsável pela manutenção da rodovia (limpeza e conservação do pavimento), assim como a prestação de serviço de atendimento aos motoristas (guincho e ambulâncias) até fevereiro de 2019, quando a nova concessionária deverá assumir. A polêmica em torno da administração da freeway  começou no dia 3 de julho, quando terminou o contrato com a Triunfo Concepa, que geriu a rodovia por 21 anos. Na ocasião, os serviços de manutenção passaram para o DNIT, os serviços mecânicos começaram a ser pagos pelos usuários, e os de saúde (no caso de acidentes) pelo Samu das prefeituras.

Na sexta-feira, o ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o DNIT não tinha recursos para fazer os serviços de manutenção.  O governo federal espera realizar em novembro a licitação, que envolverá, num único pacote, as BRs 386, 101, 290 e 448, chamada Rodovia de Integração do Sul (RIS).

Ao longo de 30 anos, a empresa vencedora explorará a infraestrutura e prestará serviço de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade do trecho de 473,4 quilômetros.