Correio do Povo | Notícias | Obras de ampliação do Salgado Filho seguem em ritmo intenso

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

  • 02/08/2018
  • 14:31
  • Atualização: 14:50

Obras de ampliação do Salgado Filho seguem em ritmo intenso

Concessionária vive a expectativa de entregar 1ª parte em outubro de 2019

Obras seguem a pleno no aeroporto de Porto Alegre | Foto: Alina Souza

Obras seguem a pleno no aeroporto de Porto Alegre | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Henrique Massaro

Pouco mais de quatro meses depois do início das obras, a ampliação do Porto Alegre Airport  - Aeroporto Internacional Salgado Filho segue a pleno na zona norte da Capital. Dezenas de operários e máquinas, além de uma mudança grande no aspecto físico, fazem parte da rotina e do cenário naquela região da cidade.

A Fraport informa apenas que não realiza o detalhamento do andamento dos procedimentos, mas se sabe que a conclusão da primeira conclusão, referente à expansão do terminal e do pátio de aeronaves (airside), com 14 pontes e oito posições remotas, está prevista para o dia 28 de outubro de 2019. Somente para essa fase, denominada 1B, também estão a ampliação do estacionamento, com 4,3 mil vagas e a adequação de pistas e locais de segurança.

O prazo total, de 52 meses, tem um final previsto para o dia 28 de dezembro de 2021. Essa etapa, que sucedeu uma primeira, formada apenas pela transferência  das operações do Aeroporto da Infraero para a concessionária, conta com um investimento de cerca de R$ 1,5 bilhão e prevê a ampliação do aeroporto pela empresa para adequar a infraestrutura e recompor totalmente o nível de serviço.

Quem passa pelo Salgado Filho percebe nitidamente duas divisões das obras. Em uma delas, é possível verificar a construção do novo estacionamento. Localizada ao lado do já existente, essa parte do empreendimento contava, na manhã desta quinta-feira, com três caminhões, três patrolas, dois guindastes e mais de dez operários trabalhando.

Na obra em si, era visível as mudanças no terreno e, principalmente, 21 estacas erguidas para sustentar o novo prédio. Do outro lado do aeroporto, a visão era bastante limitada. Referentes à ampliação do terminal, os procedimentos estavam cobertos com tapumes. Somente na parte de baixo da rampa que dá acesso à parte de cima do atual terminal se podia enxergar um pouco melhor o andamento, com dezenas de trabalhadores.

Antes do início das obras, em dezembro do ano passado, a Fraport Brasil informou que, ao longo de 2018, deveria desenvolver a infraestrutura através do Programa de Investimentos Obrigatórios, que inclui a expansão dos terminais, extensão das pistas existentes, remodelação das áreas de táxis e de tráfego, e reformulação do sistema rodoviário do aeroporto.

Também previa que o aeroporto recebesse novos sistemas automáticos de gerenciamento de bagagens, de controle de segurança e novas pontes de embarque de aeronaves, além da instalação de Wi-Fi de alta velocidade. Depois que os 52 meses se esgotarem e essa fase for concluída, terá início a fase 2 do empreendimento. Nela, estão previstas as demais etapas de ampliação, manutenção e exploração do aeroporto, para atender os Parâmetros Mínimos de Dimensionamento previstos no Plano de Exploração Aeroportuária (PEA).