Correio do Povo | Notícias | Fórum Gaúcho de Mobilidade abordou regulamentação de aplicativos e crise no transporte público

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 10/08/2018
  • 14:00
  • Atualização: 14:24

Fórum Gaúcho de Mobilidade abordou regulamentação de aplicativos e crise no transporte público

Evento abordou assuntos como regulamentação de aplicativos e crise no setor

Segunda edição do Fórum Gaúcho promovido pela Associação Nacional de Transporte Público | Foto: Guilherme Testa

Segunda edição do Fórum Gaúcho promovido pela Associação Nacional de Transporte Público | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Fórum Gaúcho de Mobilidade, reunindo gestores municipais e especialistas nas temáticas do transporte público e da mobilidade urbana, encerrou nesta sexta-feira em Porto Alegre a segunda edição do Fórum Gaúcho promovido pela Associação Nacional de Transporte Público (ANTP).

O evento, que iniciou nessa quinta-feira, teve o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) e da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e abordou assuntos como a regulamentação de aplicativos, planilhas tarifárias e a crise no setor de transporte público de passageiros.

O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, ressaltou que o grande objetivo das atividades era o compartilhamento de experiências. Com mais de 20 municípios e técnicos presentes, o evento reuniu diversos casos e proporcionou uma série de discussões e abordagens sobre mobilidade e transporte público. “Os problemas são muito parecidos. Se a gente tiver soluções em bloco, isso, inclusive, dá maior segurança para os gestores”, comentou.

Soletti destacou que o primeiro dia de fórum foi voltado para o custo da acidentabilidade no País, que ultrapassam os valores materiais dos veículos envolvidos. Além das vidas diretamente impactadas ou até mesmo interrompidas, esses acidentes muitas vezes geram reflexo nos hospitais, na cadeia de trabalho e na Previdência Social. A quinta-feira também serviu para que os presentes falassem sobre o transporte de qualidade e o plano de mobilidade.

O segundo e último dia do evento foi voltado para a questão da regulamentação dos transportes por aplicativos. Nesse sentido, o diretor de operações da EPTC, Fabio Berwanger, por exemplo, falou sobre os desafios de se regulamentar as inovações na Capital nos últimos anos.

A programação dessa sexta também teve espaço para tratar da planilha tarifária e dos custos de se manter uma linha de ônibus, além da crise no transporte público que vem sendo enfrentada em todo o Brasil. Porto Alegre também apresentou o Programa Vida no Trânsito, que, conforme Soletti, já é referência de redução de mortes no Estado e no país.