Correio do Povo | Notícias | Microplástico de lentes de contato descartadas inadequadamente polui oceanos

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 20/08/2018
  • 20:43
  • Atualização: 20:46

Microplástico de lentes de contato descartadas inadequadamente polui oceanos

Descarte é perigoso para o meio ambiente

  • Comentários
  • AFP

Lentes de contato que são jogadas no vaso sanitário ou no ralo da pia contribuem enormemente para a poluição por microplásticos nos oceanos, alertaram pesquisadores nesta segunda-feira. A quantidade de resíduos plásticos criados por lentes e suas embalagens é equivalente, só nos Estados Unidos, a 400 milhões de escovas de dente por ano, disseram pesquisadores da Universidade do Estado do Arizona (ASU), que apresentaram suas descobertas no encontro nacional da Sociedade Americana de Química, em Boston.

"Estes são poluentes significativos", disse o pesquisador Rolf Halden, do Centro de Engenharia de Saúde Ambiental do Instituto de Biodesign, da ASU, a repórteres. "Há bilhões de lentes que acabam nas águas residuais dos EUA todos os anos. Elas contribuem com uma carga de pelo menos 20.000 kg por ano de lentes de contato".

Halden, que usou lentes de contato pela maior parte de sua vida adulta e começou a pesquisa depois de se perguntar o que tinha acontecido com todas aquelas lentes plásticas descartadas, calculou que as embalagens adicionam cerca de 13 milhões de quilos de polipropileno aos resíduos das lestes de contato. Aproximadamente 45 milhões de pessoas nos Estados Unidos usam lentes de contato, totalizando pelo menos 13 bilhões de lentes usadas a cada ano.

Uma pesquisa com usuários de lentes de contato nos Estados Unidos "descobriu que de 15 a 20% dos usuários estão descartando as lentes na pia ou no vaso sanitário", disse o pesquisador Charlie Rolsky, um estudante de doutorado da ASU. E o que acontece com essas lentes? Pesquisadores as rastrearam até estações de tratamento de águas residuais, onde descobriram que as lentes se desintegram, mas não se degradam.

As partículas de plástico fluem para o oceano ou se tornam parte do lodo de esgoto, que é frequentemente aplicado à terra como fertilizante. O escoamento então leva esses contaminantes para os oceanos. Pequenos peixes e plâncton podem confundir microplásticos com alimentos. Esses plásticos indigeríveis então seguem o seu caminho até a cadeia alimentar, chegando ao alimentos consumidos por humanos.

Pesquisadores disseram esperar que seu estudo sirva de alerta para os fabricantes de lentes de contato e incentive os usuários a descartá-las adequadamente com outros resíduos sólidos. Halden disse que muitas pessoas não percebem que o descarte de lentes de contato é perigoso para o meio ambiente. A equipe científica encontrou apenas um fabricante de lentes de contato cuja embalagem avisava às pessoas sobre como descartá-las adequadamente. "Não coloque essas lentes em águas residuais. Coloque-as em resíduos sólidos ou recicle-as", disse Halden.