Correio do Povo | Notícias | Prefeito relata bom ambiente em Esteio para chegada de venezuelanos

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

  • 04/09/2018
  • 11:20
  • Atualização: 12:05

Prefeito relata bom ambiente em Esteio para chegada de venezuelanos

Mais de 220 imigrantes desembarcarão no RS nas próximas semanas

Venezuelanos chegarão a Esteio até a próxima semana | Foto: Alina Souza

Venezuelanos chegarão a Esteio até a próxima semana | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A partir desta quarta-feira, o Rio Grande do Sul receberá a primeira leva venezuelanos vindos de Roraima. Por conta da crise econômica da Venezuela, os imigrantes têm buscado abrigo em solo brasileiro e o governo federal fará uma redistribuição de pessoas para outros estados. O prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal, afirmou que a cidade tem um bom ambiente para recepcionar os refugiados. Conforme ele, a maioria é favorável à chegada dos venezuelanos.

"Felizmente, a maioria das pessoas se mostra favorável e à disposição para ajudar os venezuelanos de todas as formas, principalmente na questão dos abrigos. Há uma pequena parcela que não quer, uns por preocupação com o impacto da chegada dessas pessoas. É até compreensível, mas estamos nos preparando para mostrar que não há razão para temer. E, claro, há também um grupo minoritário de ignorantes, preconceituosos, que são contrários porque são contrários. Parece que esqueceram que o nosso país e o nosso Estado foram formados por imigrantes que vieram da Itália, Alemanha e Espanha", disse nesta terça-feira em entrevista ao programa Direto Ao Ponto, da Rádio Guaíba.   

Pascoal relatou que está em Boa Vista, Roraima, para conhecer as instalações dos abrigos. "A primeira percepção que temos é que há muitas pessoas nas ruas, famílias, crianças acampadas de forma precária. Há pessoas que buscam uma oportunidade para reconstruir a sua vida. Vamos iniciar um roteiro por 11 locais, que têm características diferentes. Há centros de triagem também e precisamos entender o processo de documentação, aplicação de vacinas, tudo para que eles cheguem a Esteio com carteira de trabalho e aptos para tocar a sua vida", explicou o prefeito.  

Conforme Pascoal, 221 venezuelanos chegarão a Esteio nesta e na próxima semana. "Viajaremos com o primeiro grupo, de 125, amanhã e depois virão mais 96 pessoas", acrescentou.