Correio do Povo | Notícias | Nasa prepara caminhada espacial de emergência para reparar ISS

Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

  • 10/05/2013
  • 23:33
  • Atualização: 01:06

Nasa prepara caminhada espacial de emergência para reparar ISS

Dois astronautas tentarão interromper vazamento de amoníaco registrado na estação

Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) está com vazamento | Foto: Nasa / AFP / CP

Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) está com vazamento | Foto: Nasa / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Dois astronautas se preparam para caminhada espacial de emergência, na tentativa de reparar um vazamento de amoníaco na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). De acordo com a agência espacial americana (Nasa), a missão teve de ser organizada rapidamente nesta sexta-feira.

 

Tom Marshburn e Chris Cassidy vão deixar a área interna da ISS neste sábado. Seu objetivo principal é identificar a fonte do vazamento, relatou o chefe de programas da estação, Michael Suffredini. Suspeita-se que um meteorito ou lixo orbital tenha atingido o radiador e causado o dano, que Suffredini descreveu como um "incômodo por todo o trabalho que temos que fazer para encontrar uma solução para o problema".

Acredita-se que o vazamento esteja vinculado a um antigo defeito, que piorou na quinta-feira quando o vazamento passou de dois quilos de amoníaco ao ano a dois quilos de amoníaco por dia. "O mais provável é que a causa seja a própria bomba da substância, razão pela qual vamos seguir adiante e trocá-la", acrescentou. Os dois astronautas americanos já realizaram três caminhadas espaciais.

A Nasa garantiu que nem a estação, nem a tripulação correm risco, e que o sistema está funcionando bem com outros sete ou oito canais disponíveis que funcionam com normalidade. O diretor de voo do segmento russo da ISS, Vladimir Soloviev, considerou que se trata de uma "anomalia muito grave", em declarações nesta sexta-feira.

Sua opinião foi confirmada pelo comandante da missão da ISS, o canadense Chris Hadfield, que também reconheceu no Twitter que se trata de uma "situação grave". A caminhada espacial de 6,5 horas não interferirá com a partida rumo a terra de Marshburn, Hadfield e do cosmonauta russo Roman Romanenko, afirmou a Nasa. Está previsto que o trio volte na terça-feira após completar um período de seis meses na estação orbital.

Bookmark and Share