Correio do Povo | Notícias | Mais de 100 pinguins são achados mortos em Florianópolis

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

  • 26/07/2018
  • 14:44
  • Atualização: 14:58

Mais de 100 pinguins são achados mortos em Florianópolis

Informações foram divulgadas por associação que resgata e reintroduz animais silvestres em seu habitat

Informações foram divulgadas por associação que resgata e reintroduz animais silvestres em seu habitat | Foto: Facebook / R3 Animal / Divulgação / CP Memória

Informações foram divulgadas por associação que resgata e reintroduz animais silvestres em seu habitat | Foto: Facebook / R3 Animal / Divulgação / CP Memória

  • Comentários
  • Ana Luísa Vieira / R7

Mais de 100 pinguins-de-magalhães — espécie cujo nome científico é Spheniscus magellanicus — foram encontrados mortos ao norte de Florianópolis, em Santa Catarina, na última segunda-feira. As informações foram divulgadas pela Associação R3 Animal, que resgata e reintroduz animais silvestres em seu habitat.

Junto da equipe do PMP-BS (Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos), a associação de proteção encontrou 18 animais mortos na praia da Cachoeira do Bom Jesus.Já na praia dos Ingleses, foram achados outros 10 pinguins-de-magalhães mortos. Segundo a Associação R3 Animal, esses 28 pinguins-de-magalhães recolhidos em terra nas praias Cachoeira do Bom Jesus e Ingleses eram todos jovens.

Outro instituto — o Australis/Projeto Baleia Franca, que realiza monitoramento por meio de embarcações em praias curtas — recolheu 80 animais mortos boiando na mesma região da praia dos Ingleses. Foram pelo menos quatro horas até que todos os animais fossem retirados do mar. A maior parte foi encaminhada para a necrópsia — apenas um pinguim foi resgatado com vida.

Os pinguins-de-magalhães vivem em colônias reprodutivas na região da Patagônia, na Argentina. Eles migram para o Brasil, ao longo das costas sul e sudeste, durante o inverno no hemisfério sul, em busca de alimento