Correio do Povo | Notícias | Livro conta as histórias de vida das crianças que lutam contra o câncer na Santa Casa

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Setembro de 2018

  • 13/03/2018
  • 21:17
  • Atualização: 15:21

Livro conta as histórias de vida das crianças que lutam contra o câncer na Santa Casa

Quinta edição do Metamorfose traz relatos do dia a dia dos pacientes no Hospital Santo Antônio

Quinta edição do Metamorfose traz relatos do dia a dia dos pacientes no Hospital Santo Antônio | Foto: Mauro Schaefer

Quinta edição do Metamorfose traz relatos do dia a dia dos pacientes no Hospital Santo Antônio | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Henrique Massaro

“Meu nome é Francisco, tenho oito anos e sou de Curitiba, onde moro com meus pais e três irmãos”. Entre tantas histórias de crianças que, desde cedo, precisaram aprender a lutar pela vida, a de Francisco Leonardo do Prado Romano em Porto Alegre começa assim. Literalmente, já que, a partir de agora, ela está publicada nas páginas de um livro. Lançado na Santa Casa de Misericórdia, o Metamorfose 5 – Nossos Sonhos, Nossas Vidas reúne textos e dá voz a pacientes que estiveram internados no Hospital da Criança Santo Antônio.

“Com apenas alguns meses de vida, os médicos perceberam que eu teria que fazer um transplante de rim”, continua Francisco ao contar sua trajetória até chegar ao Hospital da Criança, em Porto Alegre, “esta linda cidade, que me recebeu de braços abertos”, como ele mesmo define. Na Capital, o menino passou por tratamento de sete anos até receber o órgão em junho do ano passado e começar o que, no texto, chama de sua nova vida.

 

A nova etapa dessa história ganhou um importante capítulo na tarde de terça-feira. Ao lado de outras crianças e adolescentes autores do livro, tiraram fotos e autografaram exemplares durante o lançamento. “Foi a primeira vez que eu dei autógrafo”, contou o pequeno autor de “Um menino de Curitiba em Porto Alegre”.

Hoje com 9 anos de idade, ele escreveu quando ainda estava no hospital, em recuperação do transplante. Entre a ansiedade por se recuperar, a empolgação por contar sua história também era grande. “O que ele escreveu dava uns três livros”, brinca Silvana Prado, mãe de Francisco, que relembra que o tratamento do filho começou já aos três meses de vida.

Em “Família”, outra das 20 histórias do livro, Alessandro Biana Canes atribui toda a sua superação durante o tratamento no Hospital da Criança da Santa Casa a seus familiares. “Todo meu sucesso devo a eles e é isso que eleva a minha felicidade e me faz melhorar”, contou o menino de 14 anos. Segundo a mãe, Uiara Biana, Alessandro, que precisou ser internado devido a uma crise alérgica causada por um uso de antibiótico, desde cedo mostra interesse pela literatura.

O Metamorfose 5, lançado com o apoio da Unicred Porto Alegre, é o quinto livro produzido através de um trabalho voluntário que já dura cinco anos. Assim como os outros, seus exemplares ficam disponíveis no hospital para que outras crianças e adolescentes possam ler e se inspirar com as histórias de superação publicadas.

Durante a produção, as dificuldades enfrentadas pelos pacientes em seu dia a dia puderam ser percebidas. Houve crianças que, devido as suas enfermidades, não conseguiam segurar o lápis para escrever. Mesmo assim, a vontade de contar suas histórias era mais forte e os pequenos pediam ajuda, ditavam o texto desejado a alguém próximo, mas não desistiam.

“É através da palavra que nós damos significados à vida e, ao trazermos a palavra para crianças e adolescentes em situação grave de doença, nós estamos os auxiliando a ressignificarem a doença”, definiu o projeto a escritora Hilda Simões Lopes, voluntária do Metamorfase. De acordo com ela, o trabalho, diferente do que se pode imaginar, não é algo duro, mas que renova quem participa. O mesmo, afirma, acontece com os pacientes, que visivelmente apresentam melhora ao ter a oportunidade de contar suas histórias e criar outras baseadas em suas experiências.