Correio do Povo | Notícias | Anvisa aprova registro de novo medicamento para tratar epilepsia

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

  • 23/08/2018
  • 10:25
  • Atualização: 11:32

Anvisa aprova registro de novo medicamento para tratar epilepsia

Levetiracetam é indicado como monoterapia de crises parciais em pacientes a partir dos 16 anos

Medicamento também poderá ser utilizado como terapia complementar de crises parciais em adultos  | Foto:  Marcos Santos / USP Imagens / CP

Medicamento também poderá ser utilizado como terapia complementar de crises parciais em adultos | Foto: Marcos Santos / USP Imagens / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de uma nova opção terapêutica para o tratamento da epilepsia. O produto é o Levetiracetam, medicamento genérico que será comercializado em solução oral. Segundo a agência, o remédio é indicado como monoterapia para o tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária, em pacientes a partir dos 16 anos com diagnóstico recente da doença neurológica.

O medicamento também é indicado como terapia complementar no tratamento de crises parciais em adultos, crianças e bebês a partir de um mês de vida e está autorizado para uso durante crises mioclônicas (espasmos rápidos e repentinos) em adultos e adolescentes a partir dos 12 anos.

• Anvisa publica normas para importar medicamentos não registrados

O Levetiracetam poderá ser usado ainda em situações de crises tônico-clônicas (combinação de contrações musculares) primárias generalizadas, em adultos e crianças com mais de seis anos com epilepsia idiopática generalizada.

“Para a Anvisa, a concessão de registro de um novo medicamento genérico é de extrema importância para ampliar o acesso da população a medicamentos com qualidade e com redução de custo”, informou em nota a entidade.