Correio do Povo | Notícias | Hospital Beneficência Portuguesa reabre com 22 leitos para pacientes com convênios

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

  • 28/08/2018
  • 11:57
  • Atualização: 15:29

Hospital Beneficência Portuguesa reabre com 22 leitos para pacientes com convênios

Meta é, até o fim do ano, utilizar 100 leitos dos 163 disponíveis

Após enfrentar crise financeira, Hospital Beneficência Portuguesa reabre | Foto: Mauro Schaefer

Após enfrentar crise financeira, Hospital Beneficência Portuguesa reabre | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Cláudio Isaías

Com investimento de R$ 2,5 milhões em obras, o Hospital Beneficência Portuguesa, em Porto Alegre, reabriu, nesta terça-feira, para atendimento de pacientes por convênios e particulares. Ao todo, são 22 leitos disponíveis na unidade de pronto-atendimento e no quarto andar. A expectativa, segundo o executivo da Associação e diretor do Beneficência Portuguesa, Ricardo Pigatto, é de que até o fim do ano 100 leitos dos 163 disponíveis no Beneficência Portuguesa sejam utilizados. A rebartura ocorre após a instituição passar por crise financeira.

A segunda etapa de abertura deve ser o terceiro andar, no qual estão sendo revitalizadas sete salas de centro cirúrgico e leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A cerimônia de reinauguração contou com as presenças do presidente da  Associação Beneficente São Miguel (ABSM), de Gramado, Rafael França, e do diretor-médico Chou Tsing Yi. O contrato da ABSM foi assinado em julho e terá duração de aproximadamente cinco anos. As especialidades atendidas serão cirurgia geral, neurologia, oftalmologia, traumatologia e ortopedia, além da UT). O hospital terá 115 funcionários administrativos, 30 profissionais médicos no Pronto Atendimento e 80 que vão atuar no corpo clínico.

O Hospital Beneficência Portuguesa é uma referência no Rio Grande do Sul em atendimento neurológicos. A Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde (CGVS) informou que a casa de saúde está liberada para colocar em funcionamento o Pronto Atendimento/Emergência. A notificação de liberação para o funcionamento da agência transfusional do estabelecimento foi emitida na segunda-feira. A medida era essencial para liberar o Pronto Atendimento. “Além do local, o hospital está habilitado a manter o funcionamento da unidade de internação do quarto andar. Pendências que ainda existem junto à Vigilância em Saúde poderão ser atendidas pela administração do Beneficência Portuguesa com o hospital aberto”, afirmou o coordenador-geral da Vigilância em Saúde de Porto Alegre, Anderson Lima.

Essas pendências não impactam no atendimento aos pacientes. A liberação também considerou os contratos apresentados pela associação mantenedora do estabelecimento. A instituição conta atualmente com serviços terceirizados no laboratório de análises clínicas, radiodiagnóstico, nutrição e dietética e central de material e esterilização.