Correio do Povo | Notícias | Simulado de acidente com carga inflamável ocorre na freeway, em Gravataí

Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

  • 04/10/2016
  • 12:34
  • Atualização: 16:32

Simulado de acidente com carga inflamável ocorre na freeway, em Gravataí

Dois caminhões-tanque colidiram e causaram um vazamento de combustível e incêndio

Simulado de acidente com carga inflamável é realizado na freeway | Foto: Álvaro Grohmann / Especial / CP

Simulado de acidente com carga inflamável é realizado na freeway | Foto: Álvaro Grohmann / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A colisão entre dois caminhões-tanques, com vazamento de combustível e incêndio deixou um motorista ferido na manhão desta terça-feira no km 78 da BR 290, a freeway, em Gravataí, na região Metropolitana. O acidente grave não passava, porém, de um simulado. A atividade, realizada pela Triunfo Concepa em colaboração com Agência Nacional de Transportes Terrestres, Polícia Rodoviária Federal, Braskem, Defesa Civil do Rio Grande do Sul, Fundação Estadual de Proteção Ambiental e 8º Batalhão de Bombeiro Militar de Gravataí, serviu para aprimorar a integração das equipes de salvamento no Estado. 

O treinamento anual foi realizado no sentido Capital-Litoral, perto do pedágio, onde existe uma pista de testes da Triunfo Concepa. O trânsito na rodovia não foi prejudicado. O objetivo do simulado era treinar as ações e tarefas das equipes das instituições envolvidas nos atendimentos a acidentes com produtos perigosos na rodovia, sendo avaliado depois como foi conduzido o protoloco para esse tipo de situação. O coordenador de tráfego da Triunfo Concepa, Cristiano Kowalski, lembrou que a rodovia é uma das principais rotas de transporte de produtos perigosos, como químicos, tóxicos e inflamáveis, devido à sua posição estratégica e proximidade com a região Metropolitana. 

Kowalski recordou ainda que o número de acidentes com produtos perigosos na freeway teve um queda drástica nos últimos anos em decorrência de uma medida preventiva. “Existe uma restrição das 22h às 6h ao tráfego de caminhões com cargas perigosas”. Segundo ele, a proibição no período noturno “forçou os caminhoneiros a trafegarem de dia”, evitando acidentes por exemplo devido ao sono. “Agora temos uma ocorrência a cada seis meses e sem gravidade”, calculou. Na época de veraneio, entre dezembro e fevereiro, a restrição é aumentado na rodovia na sexta-feira e final de semana por causa do grande fluxo de veículos.

Chance de capacitação para empresas transportadoras

Já o responsável pela segurança, saúde e meio ambienta da área de logística da Braskem, Luis Eduardo Raya, ressaltou que o simulado visa também capacitar as transportadoras de produtos perigosos para que saibam quais as ações precisam ser adotadas em caso de uma emergência. De acordo com ele, os representantes de cerca de 20 transportadoras de cargas perigosas, que utilizam a freeway, estiveram ontem acompanhando o treinamento. Luis Eduardo Raya avaliou que ocorreu nos últimos anos um avanço na legislação sobre segurança no setor. Ele citou a obrigatoriedade dos caminhões exibirem o conjunto de placas “rótulo de risco” e “painel de segurança’ que indicam o tipo de produto transportado e classe de risco, entre outras informações.