Correio do Povo | Notícias | Dnit aguarda verba para contratar empresas de manutenção e conservação das BRs 116 e 290

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 22 de Setembro de 2018

  • 12/09/2018
  • 14:38
  • Atualização: 14:45

Dnit aguarda verba para contratar empresas de manutenção e conservação das BRs 116 e 290

Para a Triunfo Concepa, a possibilidade de reassumir os trechos ainda não foi descartada

Dnit espera verba federal para assinar com as empresas | Foto: Alina Souza

Dnit espera verba federal para assinar com as empresas | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Henrique Massaro

Apenas três dias antes do prazo final estipulado, ainda resta a liberação de recursos para assinar os contratos com as duas empresas que farão a manutenção e conservação das BRs 116 e 290 (freeway). Na semana passada, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit-RS) informou que o início dos trabalhos ocorreria ainda dentro da primeira quinzena de setembro. Na manhã desta quarta-feira, comunicou que já havia solicitado a verba para a Administração Central do Departamento em Brasília e que dependia exclusivamente que a verba fosse liberada para poder fazer as assinaturas.

A Conpasul - Construção e Serviços Ltda, de Eldorado do Sul, é a empresa que fará a manutenção do trecho que vai do km 276,50 até o 299,40 da BR 116 (Eldorado do Sul/Guaíba). Já para o trecho da freeway, ou seja, do km 0 ao 98,10 da BR 290, a responsabilidade passará a ser da Neovia Engenharia, de Curitiba.

A LCM Construção e Comércio SA, de Minas Gerais, tinha vencido o pregão eletrônico no início do mês passado, mas acabou sendo desclassificada por não ter entregue a documentação necessária. Desde a saída da Triunfo Concepa, que terminou seu vínculo de 21 anos com as BRs, as rodovias estão sem uma empresa administradora.

Desde o dia 3 de julho, o Dnit passou a ser responsável pelas estradas. Apesar disso, somente na semana passada realizou uma operação tapa-buracos emergencial em função do feriado de 7 de setembro. Para a Triunfo Concepa, a possibilidade de reassumir os trechos ainda não foi descartada.

Depois da liminar que determinava o retorno ser suspensa no Agravo de Instrumento emitido pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, a empresa, através de seu departamento jurídico, respondeu sustentando o interesse em restabelecer o contrato. A antiga concessionária, através de sua assessoria de imprensa, informou na manhã de ontem que a situação e o posicionamento continuam os mesmos.

Para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) a expectativa ainda é pelo início do mês de novembro. No dia 1º deve ocorrer o leilão da Rodovia de Integração do Sul (RIS), que envolve quatro estradas federais no Estado – BR 101, 286, 448 e 290. Os trabalhos devem começar em fevereiro de 2019, quando uma nova concessionária assume. Dessa forma, as duas empresas que devem começar o trabalho nos próximos dias, terminam seus contratos.