Correio do Povo | Notícias | Nave de reabastecimento se acopla à Estação Espacial Internacional

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

  • 25/08/2015
  • 09:49
  • Atualização: 09:58

Nave de reabastecimento se acopla à Estação Espacial Internacional

Pela primeira vez equipe japonesa dirigiu todo procedimento

Nave foi acoplada por braço robotizado  | Foto: Nasa / TV / AFP/ CP

Nave foi acoplada por braço robotizado | Foto: Nasa / TV / AFP/ CP

  • Comentários
  • AFP

A nave de reabastecimento HTV5 (ou Kounotori 5) se acoplou sem problemas na madrugada desta terça-feira (hora de Tóquio) à Estação Espacial Internacional (ISS), anunciou a agência espacial japonesa, Jaxa. "A operação de acoplamento terminou às 02h28min", hora local (14h28min de Brasília de segunda-feira), explicou o organismo público. O encarregado de realizar esta delicada tarefa foi o astronauta japonês Kimiya Yui. A manipulação consistiu em agarrar o HTV5 com a ajuda de um braço robotizado para fixá-lo à ISS e efetuar todas as conexões necessárias para poder descarregá-lo.

Outro japonês, Koichi Wakata, supervisionou as operações a partir do centro de controle de missão da agência espacial americana, a Nasa. É a primeira vez em que uma equipe japonesa dirige todo o acoplamento de uma nave.

"Fico orgulhoso de poder entregar assim o abastecimento indispensável para a ISS graças às possibilidades da robótica japonesa, à nossa tecnologia e aos nossos astronautas", celebrou o presidente da Jaxa, Naoki Okumura, em um comunicado.

O Kounotori 5 foi lançado ao espaço no dia 19 de agosto por um foguete japonês H-2B que havia decolado da base de Tanegashima (sul). Está carregado com 5,5 toneladas de material e suprimentos para os residentes da ISS, incluindo uma equipe de tratamento de água da Nasa e um dispositivo de experimentação para estudar os

efeitos do envelhecimento nos ratos.

A missão japonesa Kounotori 5 (que permanecerá ancorada à ISS por 45 dias) é a quinta deste tipo para o modelo de lançador H-2B desde 2009. A decolagem da quarta-feira foi realizada pela Jaxa e pelo grupo industrial Mitsubishi Heavy Industries (MHI), que também se encarregou da montagem do foguete H-2B, o segundo maior do Japão

após o H-2A.