Porto Alegre

29ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

  • 14/09/2017
  • 09:25
  • Atualização: 09:38

Organização norte-coreana quer ataque "até a morte" contra os EUA

Motivo seria a oitava série de sanções contra Pyongyang propostas pela ONU

Motivo seria a oitava série de sanções contra Pyongyang propostas pela ONU | Foto: AFP Photo / Kcna Via Kns / CP

Motivo seria a oitava série de sanções contra Pyongyang propostas pela ONU | Foto: AFP Photo / Kcna Via Kns / CP

  • Comentários
  • AFP

Uma organização norte-coreana pediu nesta quinta-feira um ataque "até a morte" contra os Estados Unidos, por iniciada pela ONU a oitava série de sanções contra Pyongyang, ao mesmo tempo em que afirmou que o Japão deve ser "afundado no mar". O Conselho de Segurança da ONU aprovou na última segunda-feira por unanimidade uma nova série de sanções contra a Coreia do Norte, depois que o regime de Pyongyang executou o sexto teste nuclear.

O texto impõe um embargo às exportações de gás para a Coreia do Norte, um limite para as vendas ao regime de petróleo e produtos refinados, assim como a proibição de importação de têxteis norte-coreanos.Um porta-voz do Comitê Coreia da Paz na Ásia-Pacífico denunciou uma "resolução sanções odiosas" e afirmou que os pedidos aumentam no Norte a favor de fortes represálias contra os Estados Unidos e seus aliados.

"O exército e o povo da Coreia pedem unanimemente que os ianques, os principais culpados que prepararam a 'resolução de sanções', sejam linchados como merecem os cães raivosos", afirma um comunicado publicado pela agência oficial KCNA.

"É hora de acabar com os agressores imperialistas americanos. Condenemos o continente americano a cinzas e escuridão", completa. A Coreia do Norte tem o hábito de proferir ameaças dramáticas contra os Estados Unidos e seus aliados, sem chegar a executá-las. Segundo o ministério para a Unificação sul-coreano, o organismo norte-coreano seria uma "janela para melhorar as relações com países como Estados Unidos e Japão" e "faz campanha para mudar a imagem negativa da Coreia do Norte".

Mas o organismo norte-coreano acusou Tóquio "de estar sob as ordens dos Estados Unidos" e recordou o lançamento de um míssil norte-coreano que sobrevoou o Japão no mês passado. "As quatro ilhas do arquipélago devem ser afundadas no mar pela bomba nuclear do Juche", indica a organização, em referência à doutrina de autossuficiência do Norte. A Coreia do Norte justifica seus programas balístico e nuclear pela necessidade de proteção das forças americanas "hostis".