Correio do Povo | Notícias | Imigrante ilegal citado por Trump para justificar muro é absolvido nos EUA

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

  • 01/12/2017
  • 07:51
  • Atualização: 08:41

Imigrante ilegal citado por Trump para justificar muro é absolvido nos EUA

Caso foi citado por presidente como exemplo de violência praticado por ilegais

Absolvido imigrante ilegal citado por Trump para justificar muro | Foto: Jim Watson / AFP / CP

Absolvido imigrante ilegal citado por Trump para justificar muro | Foto: Jim Watson / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Um tribunal de San Francisco absolveu nesta quinta-feira o imigrante ilegal mexicano acusado de assassinato cujo caso foi citado pelo presidente Donald Trump para justificar a construção do muro na fronteira com o México. José Inés García Zárate, que no momento do crime já havia sido deportado cinco vezes e retornado aos EUA, foi declarado inocente do assassinato de Kathryn Steinle, em julho de 2015, informou a imprensa local.

O caso de Zárate foi citado por Trump como um exemplo da violência praticada por imigrantes ilegais e para criticar as chamadas "cidades santuário", que não cooperam com as agências federais em matéria de migração. Trump disse em 2015 que García Zárate era um "animal que matou uma maravilhosa, linda mulher". "Este cara já havia sido expulso para o México, mas o México nos envia novamente pela fronteira criminosos, narcotraficantes".

O caso levou a Câmara de Representantes a aprovar um projeto de lei que impunha restrições de acesso a fundos federais para as "cidades santuário", e outro que endurecia as penas de prisão para imigrantes que retornaram ilegalmente aos EUA após sua deportação. A segunda legislação recebeu exatamente o nome de "Lei de Kate", em referência ao caso. Os dois projetos foram barrados no Senado.