Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Abril de 2018

  • 03/01/2018
  • 16:55
  • Atualização: 17:39

Trump diz que ex-assessor Steve Bannon "perdeu a razão"

Em livro, Ex-chefe de Estratégia na Casa Branca conta sobre encontro entre altos funcionários do governo e advogada russa

Trump diz que ex-assessor Steve Bannon

Trump diz que ex-assessor Steve Bannon "perdeu a razão" | Foto: Mandel Ngan / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que seu ex-chefe de Estratégia na Casa Branca, Steve Bannon, "perdeu a razão" e não tem nenhuma influência no governo, em resposta às críticas pesadas publicadas em um livro que será publicado na próxima semana.

Bannon "não tem nada a ver comigo ou minha presidência. Quando foi despedido (da Casa Branca), não só perdeu seu trabalho, mas também perdeu a razão", afirmou Trump em um comunicado. Em um livro que está prestes a ser lançado, Bannon afirma que a reunião entre altos funcionários do grupo de Trump e uma advogada russa durante a campanha presidencial de 2016 foi uma "traição".

Em um livro que deve ser lançado na semana que vem, Bannon afirma que a reunião entre três altos funcionários do comitê eleitoral de Trump e uma advogada russa durante a campanha presidencial de 2016 foi uma "traição". Em nota oficial, Trump disse que Bannon "raramente teve reuniões individuais comigo e somente aparenta ter influência junto a pessoas que não têm nem acesso, nem informação".

Além disso, afirmou que "finge estar em guerra com meios de imprensa, aos quais chama de 'partido da oposição', mas passou seu tempo na Casa Branca vazando informação falsa à imprensa para parecer ser mais importante do que é". "É o único que faz bem", acrescentou.

Segundo um trecho do livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House", de Michael Wolff, Bannon atacou três pessoas próximas do presidente: seu filho, Donald Junior, seu genro, Jared Kushner, e seu ex-chefe de campanha, Paul Manafort. Segundo suas declarações explosivas, os três seriam responsáveis por atrair a curiosidade do FBI por seus negócios obscuros.

"O caminho para ferrar Trump passa por Paul Manafort, Donald Jr e Jared Kushner. É tão claro quanto um cabelo no rosto. Passa pelo Deutsche Bank e toda a merda de Kushner. Toda essa merda de Kushner é suja", declarou. Com relação ao filho do presidente, Bannon disse que os agentes do FBI "vão quebrar Donald Junior como um ovo no

horário nobre da televisão".