Correio do Povo | Notícias | Rússia planeja novas viagens turísticas ao espaço

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 01/02/2018
  • 18:11
  • Atualização: 18:22

Rússia planeja novas viagens turísticas ao espaço

Turismo espacial é um setor em desenvolvimento pelos russos

Rússia quer voltar a oferecer viagens espaciais a turistas | Foto: JM Guillon / Esa-Cnes-Arianespace / AFP / CP

Rússia quer voltar a oferecer viagens espaciais a turistas | Foto: JM Guillon / Esa-Cnes-Arianespace / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A Rússia quer voltar a oferecer viagens espaciais a turistas. Dentro de alguns anos, e por menos de 100 milhões de dólares, será possível se aventurar confortavelmente fora do planeta Terra, assegurou nesta quinta-feira um encarregado do setor espacial russo. "Estamos debatendo a possibilidade de fazer com que os turistas realizem viagens ao cosmos", anunciou Vladmir Solntsev, diretor da empresa pública russa Energia, que concebe e desenvolve veículos especiais, ao jornal russo Komsomolskaya Pravda.

Segundo ele, "os estudos de mercado confirmaram que existem pessoas dispostas a pagar até 100 milhões de dólares", e que "para o primeiro turista talvez seja até mais barato". A empresa Energia desenvolve as naves Progress e os foguetes Soyuz, que as transportam à Estação Espacial Internacional (ISS), e está construindo um novo módulo para a própria estação, o NEM.

Segundo Solntsev, para receber turistas a Energia também está disposta a elaborar outro similar, o NEM-2. Solntsev declarou que o módulo para 4 a 6 pessoas "terá cabines confortáveis, dois banheiros, internet. Estarão o mais confortável possível no espaço". A viagem terá no máximo 10 dias e as datas ainda não foram confirmadas.

O turismo espacial é um setor em pleno desenvolvimento, mas atualmente é algo exclusivo de empresas ocidentais, como a americana Virgin Galactic, que em 2016 revelou seu avião suborbital SpaceShipTwo e garante que já conta com 650 clientes para suas futuras viagens. Em 2009, o fundador do Cirque de Soleil, o canadense Guy Laliberté, viajou em uma nave russa à ISS, onde passou quase duas semanas.