Correio do Povo | Notícias | Presidente da África do Sul anuncia renúncia em meio a crise política

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 22 de Maio de 2018

  • 14/02/2018
  • 19:30
  • Atualização: 19:37

Presidente da África do Sul anuncia renúncia em meio a crise política

Jacob Zuma é acusado de desvio de recursos públicos e tráfico de influência

Jacob Zuma é acusado de desvio de recursos públicos e tráfico de influência | Foto: Nic Bothma / AFP / CP

Jacob Zuma é acusado de desvio de recursos públicos e tráfico de influência | Foto: Nic Bothma / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O presidente sul-africano, Jacob Zuma, anunciou sua renúncia imediata nesta quarta-feira, depois de seu partido, o Congresso Nacional Africano (ANC), ameaçar destituí-lo com uma moção de censura. Debilitado por um escândalo de desvio de recursos públicos, Zuma anunciou em um discurso televisionado que chegou "à decisão de se retirar como presidente da República com efeito imediato".

Com o país esperando uma definição, a polícia realizou uma operação de busca nesta quarta-feira na residência de Johannesburgo da polêmica família Gupta, que está no centro dos escândalos que envolvem o presidente. A operação aconteceu no âmbito das investigações sobre o suposto tráfico de influências e desvio de recursos públicos de um grupo de empresários muito próximos ao presidente.

Depois de várias semanas de negociações frustradas com Zuma, que deixaram o país em uma grave crise política, a direção do ANC decidiu nesta terça-feira exigir que ele deixe o poder o mais rápido possível. "O Comitê Nacional Executivo (NEC, órgão de decisão do ANC) decidiu apelar a seu camarada Jacob Zuma", declarou o secretário-geral do partido, Ace Magashule, horas depois de uma reunião de várias horas que refletiu as divisões dentro do ANC.