Correio do Povo | Notícias | Cerca de mil evacuações médicas são urgentes em Ghuta, segundo a ONU

Porto Alegre

11ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de Junho de 2018

  • 12/03/2018
  • 11:36
  • Atualização: 11:39

Cerca de mil evacuações médicas são urgentes em Ghuta, segundo a ONU

Mulheres e crianças estão sendo a população mais prejudicada por falta de atendimento

Mulheres e crianças estão sendo a população mais prejudicada por falta de atendimento | Foto: Hamza Al-Ajweh / AFP / CP

Mulheres e crianças estão sendo a população mais prejudicada por falta de atendimento | Foto: Hamza Al-Ajweh / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Mais de mil pessoas precisam de uma evacuação médica urgente no reduto rebelde de Ghuta Oriental, alvo há três semanas de uma devastadora ofensiva militar do regime sírio, afirmaram as Nações Unidas. "Mais de mil pessoas devem ser urgentemente evacuadas do reduto rebelde por razões médicas. Em sua maioria, são mulheres e crianças", indicou Linda Tom, porta-voz do Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU em Damasco.

A ofensiva do regime, que quer recuperar a totalidade do último reduto rebelde na periferia da capital, deixou desde 18 de fevereiro 1.144 mortos - 240 deles crianças - e mais de 4.400 feridos, segundo a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).