Correio do Povo | Notícias | Explosão na passagem de comboio de premier palestino deixa sete feridos em Gaza

Porto Alegre

11ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 20 de Junho de 2018

  • 13/03/2018
  • 07:12
  • Atualização: 07:53

Explosão na passagem de comboio de premier palestino deixa sete feridos em Gaza

Acordo de paz entre grupo Hamas e Autoridade Palestina nunca foi colocado em prática

Explosão na passagem do comboio do premier palestino deixa 7 feridos em Gaza | Foto: Mohammed Abed / AFP / CP

Explosão na passagem do comboio do premier palestino deixa 7 feridos em Gaza | Foto: Mohammed Abed / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Sete pessoas ficaram feridas em uma explosão nesta terça-feira na passagem do comboio do primeiro-ministro da Autoridade Palestina na Faixa de Gaza, onde ele realiza uma visita, afirmaram testemunhas e fontes das forças de segurança. O primeiro-ministro Rami Hamdallah o o chefe do serviço de inteligência palestino, Majid Faraj, que estava no comboio, escaparam ilesos, segundo uma fonte oficial.

Depois da explosão, de origem indeterminada e que aconteceu no momento em que o comboio entrava no território, Hamdallah decidiu encurtar sua visita, segundo uma fonte de sua delegação. O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, condenou um "atentado covarde" e responsabilizou o movimento islamita Hamas, segundo a imprensa palestina.

O Hamas governa a Faixa de Gaza desde 2007, quando expulsou do território os representantes da Autoridade Palestina. Esta última, reconhecida pela comunidade internacional, governa partes da Cisjordânia ocupada, separada da Faixa de Gaza pelo território israelense.

Após anos de divergências, o Hamas aceitou em 12 de outubro, no Cairo, ceder o controle do território à Autoridade Palestina. O acordo despertou a esperança de uma situação melhor no território, submetido ao bloqueio israelense e egípcio. Hamas e Autoridade Palestina ainda não superaram as divisões e o acordo de 12 de outubro não foi colocado em prática.