Correio do Povo | Notícias | Premier da Malásia dissolve Parlamento e convoca legislativas

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

  • 06/04/2018
  • 08:32
  • Atualização: 08:37

Premier da Malásia dissolve Parlamento e convoca legislativas

Decisão foi tomada após escândalo financeiro que abalou país

Decisão foi tomada após escândalo financeiro que abalou país | Foto: Mohd Rasfan / AFP / CP

Decisão foi tomada após escândalo financeiro que abalou país | Foto: Mohd Rasfan / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, anunciou nesta sexta-feira a dissolução do Parlamento para convocar eleições legislativas, em meio ao escândalo financeiro que abala o país. "Gostaria de informar à população que me reuni com o rei e pedi permissão para que o Parlamento seja dissolvido no dia 7 de abril", declarou Najib na TV estatal. O soberano tem uma função eminentemente honorária neste país do Sudeste Asiático de cerca de 30 milhões de habitantes, de maioria muçulmana.

A comissão eleitoral deve anunciar nos próximos dias a data da eleição legislativa, que deve acontecer nas próximas semanas. A coalizão liderada por Najib está no poder desde a independência, em 1957, desta antiga colônia britânica, mas tem perdido apoio diante do vasto escândalo de corrupção envolvendo o fundo soberano de desenvolvimento 1MDB, criado por Najib ao chegar ao poder, em 2009, para modernizar o país.

Com uma dívida de 10 bilhões de euros, o fundo está no centro de uma série de desvios de dinheiro investigados em diversos países, como Suíça, Cingapura e Estados Unidos. Najib e 1MDB negam qualquer atitude ilegal relacionada ao fundo. A Organização Nacional dos Malaios Unidos (UMNO), sigla majoritária de Najib, conseguiu se manter no poder nas últimas legislativas (2013) por uma estreita margem com os outros partidos da coalizão.

Mesmo com a oposição enfraquecida, uma vitória dos partidos da coalizão nas próximas eleições ainda é incerta, porém, devido ao retorno de Mohamad Mahathir à linha de frente da política. Primeiro-ministro por 22 anos (1981-2003), Mahathir é um crítico ferrenho de Najib desde a explosão do escândalo do 1MDB.