Correio do Povo | Notícias | Diretor-geral da OMS vai ao Congo para resposta ao ebola

Porto Alegre

32ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 12/05/2018
  • 10:39
  • Atualização: 10:52

Diretor-geral da OMS vai ao Congo para resposta ao ebola

Até o momento, epidemia deixou dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos

Até o momento, epidemia deixou dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos | Foto: John Wessels / AFP / CP

Até o momento, epidemia deixou dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos | Foto: John Wessels / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) deve chegar neste sábado à República Democrática do Congo para apoiar a resposta à epidemia de ebola - indicou a OMS, que se "prepara para o pior dos cenários". "O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, deve viajar para a RDC neste fim de semana para fazer um balanço da situação", em "apoio das autoridades nacionais", indicou a OMS em um comunicado.

A epidemia afeta a região de Bikoro, na província do Equador, na fronteira com Congo-Brazzaville. "Até 11 de maio, informou a ocorrência de 34 casos de ebola na zona nas últimas cinco semanas, incluindo dois casos confirmados, 18 mortes prováveis e 14 casos suspeitos", detalhou a OMS.

Em Genebra, na última sexta-feira, a OMS considerou "elevado" o risco de propagação da epidemia do ebola na RDC e anunciou que se prepara para "o pior dos cenários". A RDC enfrenta sua nona epidemia de ebola. A última remonta a 2017. Delimitada rapidamente, deixou quatro mortos, de acordo com números oficiais.


TAGS » Internacional, Ebola, OMS