Correio do Povo | Notícias | Coreia do Norte descarta discussões de alto nível com o Sul

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 17/05/2018
  • 14:54
  • Atualização: 14:55

Coreia do Norte descarta discussões de alto nível com o Sul

Exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul gerou revolta no país

Manobras militares dos EUA e a Coréia do Sul desagradou os norte-coreanos | Foto: Yonhap / AFP / CP

Manobras militares dos EUA e a Coréia do Sul desagradou os norte-coreanos | Foto: Yonhap / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A Coreia do Norte afirmou nesta quinta-feira que não vai manter conversações de alto nível com a Coreia do Sul e chamou os funcionários sul-coreanos de "ignorantes e incompetentes", um dia depois de cancelar as negociações intercoreanas. Uma reunião de alto nível entre as duas Coreias estava marcada para quarta-feira, mas a Coreia do Norte a cancelou como uma reação aos exercícios militares conjuntos entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul.

Os exercícios militares conjuntos "Max Thunder", que durarão duas semanas, começaram em 11 de maio e envolvem 100 aeronaves de ambos os aliados, incluindo caças F-22. "Por causa da grave situação que levou à suspensão das negociações de alto nível norte-sul entre as duas Coreias não vai ser fácil voltar a se encontrar cara a cara com o atual regime da Coreia do Sul", indicou a agência norte-coreana KCNA, que cita o negociador Ri Son Gwon.

A Coreia do Norte também ameaçou cancelar o encontro histórico entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu líder, Kim Jong Un, em Cingapura no próximo mês, depois de semanas de tentativas de aproximação entre os dois países.

Ri, chefe do Comitê da Coreia do Norte para a Reunificação Pacífica do país, disse, de acordo com a KCNA, que "desta vez as atuais autoridades sul-coreanas claramente provaram ser ignorantes e incompetentes que não parecem compreender a situação atual".

Em uma declaração forte, a agência KCNA denunciou os exercícios 'Max Thunder' como uma "provocação grosseira e malvada". A Coreia do Sul afirmou que recebeu uma mensagem indicando que as conversas de alto nível estavam canceladas "indefinidamente".

A linguagem utilizada em ambas as declarações constitui um retorno repentino e dramático à retórica norte-coreana do passado. As hostilidades na Guerra da Coreia, entre 1950 e 1953, cessaram com um cessar-fogo, deixando a península dividida pela Zona Desmilitarizada e tecnicamente ainda em guerra.

Em uma cúpula no mês passado em Panmunjom, Kim e o presidente sul-coreano Moon Jae-in se disseram dispostos a alcançar um acordo de paz para encerrar oficialmente o conflito e reiteraram a sua intenção de desnuclearizar a península coreana.