Correio do Povo | Notícias | Trump assina decreto para pôr fim a separações de famílias na fronteira

Porto Alegre

29ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 20/06/2018
  • 16:31
  • Atualização: 16:41

Trump assina decreto para pôr fim a separações de famílias na fronteira

Prática virou alvo de críticas internacionais

Trump assina decreto para pôr fim a separações de famílias na fronteira  | Foto: Mandel Ngan / AFP / CP

Trump assina decreto para pôr fim a separações de famílias na fronteira | Foto: Mandel Ngan / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O presidente americano, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira uma ordem executiva para pôr fim à controversa separação de famílias de migrantes na fronteira, revertendo uma prática que virou alvo de críticas internacionais. "Trata-se de manter as famílias unidas", disse Trump na cerimônia de assinatura. "Não me agradou a visão de famílias sendo separadas", acrescentou.

A legislação americana que permite a separação das crianças dos pais sempre existiu, segundo especialistas em imigração nos Estados Unidos. A diferença, no entanto, é que o texto não era aplicado com o atual rigor. Em maio, o procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, anunciou que começaria a implementação de uma norma de "tolerância zero" na fronteira.

• Ivanka Trump pede ao pai o fim da separação das famílias imigrantes

Entre os dias 5 e 9 de maio, 2.342 crianças e jovens migrantes foram separados de suas famílias, segundo dados oficiais. O caso é resultado direto da decisão da Casa Branca de processar 100% das pessoas que cruzam suas fronteiras com o México sem documentos, sejam elas acompanhadas ou não de crianças.

As autoridades muitas vezes optavam por não deter as famílias para evitar essa situação, uma vez que as crianças não podem ser encarceradas e, portanto, deviam ser realocadas.

Donald Trump usou a crise migratória na Europa para convencer os americanos dos benefícios da sua decisão. "É ainda pior em outros países", disse ele.