Correio do Povo | Notícias | Invasores de campo na final da Copa ficarão presos por 15 dias

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 22 de Setembro de 2018

  • 17/07/2018
  • 19:50
  • Atualização: 19:52

Invasores de campo na final da Copa ficarão presos por 15 dias

Dois dos quatro integrantes do Pussy Riot também não poderão entrar em eventos esportivos futuramente

Dois dos quatro integrantes do Pussy Riot também não poderão entrar em eventos esportivos futuramente | Foto: Mladen Antonov / AFP / CP

Dois dos quatro integrantes do Pussy Riot também não poderão entrar em eventos esportivos futuramente | Foto: Mladen Antonov / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Os quatro integrantes do Pussy Riot que invadiram o campo na final da Copa do Mundo, no último domingo, foram sentenciados a 15 dias de prisão na Rússia. No Twitter, a organização informou que a sentença foi imposta por violar regras para espectadores em eventos esportivos e usar uniformes de polícia ilegalmente.

O grupo invasor foi identificado como Veronica Nikulshina, Olga Kurachyova, Pyotr Verzilov e Olga Pakhtusova. Além da prisão, Verônica foi banida de eventos esportivos de maneira indefinida, enquanto Verzilov não poderá entrar em estádios por três anos.

As quatro pessoas entraram em campo aos 8 minutos do segundo tempo e foram rapidamente controladas e retiradas por agentes de segurança. Depois disso, o jogo continuou.

Os intrusos usavam uniformes, principalmente de policiais, e em nenhum momento tentaram agredir ou abraçar os jogadores. Minutos mais tarde, o grupo de protestos russo Pussy Riot afirmou, em suas contas no Twitter e no Facebook, que seus membros tinham protagonizado a invasão.

Representavam "policiais celestes que vigiam a torcida da Copa e o respeito às regras do jogo", diferentes dos "policiais terrestres" russos que "dispersam manifestações" e "machucam todo mundo".