Correio do Povo | Notícias | Meninos resgatados de caverna na Tailândia ganham alta

Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 18/07/2018
  • 07:13
  • Atualização: 13:30

Meninos resgatados de caverna na Tailândia ganham alta

Médicos decidiram antecipar saída de grupo em um dia

Meninos resgatados de caverna na Tailândia ganha alta  | Foto: Handout / Ministry of Health / Chiang Rai Prachanukroh Hospital / AFP

Meninos resgatados de caverna na Tailândia ganha alta | Foto: Handout / Ministry of Health / Chiang Rai Prachanukroh Hospital / AFP

  • Comentários
  • AFP

Os 12 meninos e seu técnico de futebol resgatados de uma caverna na Tailândia após 18 dias receberam alta do hospital nesta quarta-feira e concederão uma entrevista coletiva para contar sua história pela primeira vez. Os médicos decidiram antecipar a saída em um dia e as autoridades esperam que o grupo fale com a imprensa antes de seguir para casa, devido ao enorme interesse provocado pela história.

"O motivo de se realizar uma entrevista coletiva esta noite é que os meios de comunicação têm muitas perguntas e depois (os meninos) poderão voltar para sua vida normal, sem o assédio dos jornalistas", declarou o porta-voz do governo Sunsern Kaewkumnerd à reportagem. 

Os especialistas advertem que os jogadores da equipe "Javalis Selvagens" e seu treinador poderão sofrer transtornos em longo prazo, devido à intensa experiência vivida na caverna de Tham Luang, no Norte da Tailândia. Não será, portanto, uma entrevista coletiva coletiva usual. Além de monitorada por especialistas, o departamento de relações públicas da província de Chiang Rai solicitou as perguntas antecipadamente à imprensa para submetê-las aos psiquiatras.

O programa chamado "Enviando os Javalis Selvagens para Casa", em referência ao nome do time de futebol dos meninos, será transmitido pelas principais redes de televisão durante cerca de 45 minutos, revelou Sunsern, acrescentando que será algo informal e terá um moderador. "É provável que sigam para suas casas logo após a entrevista coletiva", disse Sunsern.