Correio do Povo | Notícias | Crianças brasileiras reunidas aos pais não terão status de deportadas

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 17 de Novembro de 2018

  • 31/07/2018
  • 21:03
  • Atualização: 21:08

Crianças brasileiras reunidas aos pais não terão status de deportadas

Registro migratório não impedirá futuro retorno aos Estados Unidos, diz embaixada

Crianças brasileiras reunidas aos pais não terão status de deportadas | Foto: Brendan Smialowski / AFP / CP Memória

Crianças brasileiras reunidas aos pais não terão status de deportadas | Foto: Brendan Smialowski / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • Agência Brasil

A situação das crianças brasileiras recentemente reunidas aos pais em território americano foi o tema central de um encontro entre o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, a chefe para Assuntos Políticos da Embaixada dos Estados Unidos, Kristin Kane, e o conselheiro Douglas Koneff, encarregado de Assuntos Consulares.

No encontro, realizado nessa segunda-feira, os representantes do governo norte-americano esclareceram que a entrada irregular das crianças brasileiras na companhia dos pais não deixará registros impeditivos de um futuro retorno ao país em seu histórico migratório, informou, por meio de nota, o Ministério dos Direitos Humanos.

A nota informa que 35 crianças já estão com os parentes e que apenas cinco permanecem nos abrigos americanos. “Estes últimos casos são diferentes, do ponto de vista jurídico e, por isso, ainda precisam ser acompanhados”, acrescenta o texto.

A separação de crianças brasileiras e de outras nacionalidades de suas famílias é consequência da política de tolerância zero contra a imigração ilegal implementada em maio pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Enquanto os adultos são presos, as crianças são enviadas a abrigos.