Correio do Povo | Notícias | Identificados estudantes mortos em tiroteio dentro de escola de Goiânia

Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 20/10/2017
  • 14:55
  • Atualização: 16:59

Identificados estudantes mortos em tiroteio dentro de escola de Goiânia

Autoridades adiantaram que uma equipe multidisciplinar deverá acompanhar as famílias das vítimas

Tiroteio deixou dois estudantes mortos e quatro feridos | Foto: Geovanna Cristina / Futura Press / Folhapress

Tiroteio deixou dois estudantes mortos e quatro feridos | Foto: Geovanna Cristina / Futura Press / Folhapress

  • Comentários
  • AE

* Com informações da Agência Brasil

O tenente-coronel Marcelo Granja, assessor de comunicação da Polícia Militar de Goiás (PM-GO), confirmou a identidade das vítimas do tiroteio ocorrido dentro da escola particular Colégio Goyases, em Goiânia (GO), no final da manhã desta sexta-feira. Os dois estudantes mortos foram identificados como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo. Ambos morreram dentro da sala de aula. Outros quatro jovens ficaram feridos, um deles está em estado gravíssimo.

O autor dos disparos, um adolescente de 14 anos, é filho de um Policial Militar. A arma usada, segundo Granja, é da Polícia Militar. O tenente-coronel disse que ainda não se sabe como o estudante teve acesso a arma. Ele a levou ao colégio dentro de uma mochila e realizou os disparos dentro da sala de aula. Informações iniciais apontam que jovem estaria sofrendo bullying na escola por não usar desodorante.

"Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos", confirmou o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz.

O estudante já foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depais). Os adolescentes feridos, três meninas e um menino, foram levados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e Hospital dos Acidentados de Goiânia.

De acordo com uma funcionária da instituição, que não quis se identificar, todas as vítimas tinham 13 anos e eram do 8º ano.

A cúpula da Segurança Pública de Goiás e da Secretaria de Saúde estão reunidas com o governador em exercício do estado, José Eliton, para atualizar as informações. As autoridades já adiantaram que uma equipe multidisciplinar deve ser nomeada para acompanhar as famílias das vítimas. Em nota, o governo decretou luto oficial de três dias em solidariedade a todos os envolvidos no "lamentável acontecimento".