Correio do Povo | Notícias | Polícia acredita que assassinato de professora foi premeditado

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 01/09/2017
  • 10:47
  • Atualização: 11:00

Polícia acredita que assassinato de professora foi premeditado

Elaine Maria Tretto dava aula de catequese quando foi enforcada por homem ainda não identificado

Elaine Maria Tretto, 52 anos, foi rendida e enforcada em Estância Velha | Foto: Reprodução / Facebook / CP

Elaine Maria Tretto, 52 anos, foi rendida e enforcada em Estância Velha | Foto: Reprodução / Facebook / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A morte da professora municipal aposentada Elaine Maria Tretto, 51 anos, está sendo considerada um mistério em Estância Velha, no Vale dos Sinos. Ela foi enforcada no banheiro da capela da Comunidade Nossa Senhora Auxiliadora, vinculada à paróquia Sagrado Coração de Jesus, localizada na rua Sebastião dos Reis, no bairro Nova Estância. O assassinato ocorreu, na noite de quinta-feira e chocou a todos. O autor do crime é um motoqueiro que vestia roupas pretas e botas, cujo rosto permaneceu escondido dentro do capacete. A vítima teria sido agredida antes de morrer. Apenas o celular dela e a chave de um veículo foram levados pelo criminoso que ainda não identificado. A ocorrência mobilizou em um primeiro momento a Brigada Militar.

O caso está sendo agora investigado pela Polícia Civil. O titular da DP de Estância Velha, delegado Luiz Fernando Nunes da Silva, disse que a vítima foi rendida quando ministrava aula de catequese para três alunas, sendo que uma havia levado uma criança junto. O motoqueiro apareceu e “anunciou um assalto”. Para o delegado, o crime teria sido premeditado. “Ele levou tudo: corda, mordaça e algema”, destacou.

“Ela foi arrastada para um banheiro onde foi enforcada com uma corda”, observou o policial civil. “Ele disse que era uma vingança por que ela tinha prejudicado os irmãos deles. É um mistério”, admitiu. A hipótese de homicídio prevalece sobre a de um latrocínio, sendo apurada até a possibilidade de um crime passional.

O enforcamento ocorreu junto da porta do banheiro que serviu como suporte. “Vamos aprofundar a investigação”, assegurou, recordando que a vítima “era uma pessoa normal”. No Facebook, por exemplo, a professora costumar postar muitas mensagens espirituais, sobretudo de amor e de paz. A equipe da DP de Estância Velha aguarda os laudos periciais do Departamento de Criminalística. Depoimentos das vítimas estão sendo colhidas e imagens de câmeras de monitoramento na região estão sendo procuradas pelos agentes.