Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

  • 10/09/2017
  • 17:37
  • Atualização: 19:37

Feriadão da Independência registrou mais de 30 homicídios no RS

Outras 14 pessoas perderam a vida no trânsito nos últimos quatro dias

  • Comentários
  • Correio do Povo

O feriadão do Dia da Independência serviu ao descanso de milhares e também para manter elevadas as taxas da violência no Rio Grande do Sul. Até a tarde deste domingo, homicídios e acidentes de trânsito já levaram 45 pessoas à morte.

Desde a última quarta-feira, 32 pessoas foram assassinadas, a grande maioria vítimas por disparos de arma de fogo, conforme os registros feitos pela Brigada Militar (BM) e delegacias da Polícia Civil. Porto Alegre concentrou a maioria dos crimes e na Região Metropolitana. No município de Gravataí houve uma chacina no sábado com a execução de três jovens.

Depois dos homicídios o maior número de mortes aconteceu no trânsito. Ao todo 14 pessoas perderam a vida, conforme os dados da Polícia Rodoviária Federal e Comando Rodoviário da Brigada Militar.

Os acidentes se distribuíram por entre diversas rodovias estaduais e federais do Estado. Em Porto Alegre houve apenas um caso de atropelamento, na avenida Juca Batista. As mortes resultaram, majoritariamente, de acidentes envolvendo colisões entre veículos, atropelamentos, e saídas de pista com choque contra árvores.

Quanto a ataques a instituições bancárias, foram dois casos no RS. Um caixa eletrônico, dentro do Supermercado Dunas, na praia de Nova Tramandaí, no Litoral Norte, foi arrombado com uso de maçarico na madrugada de sexta-feira.

O outro caso envolveu uma agência do Banco do Brasil, no município de Espumoso. Foi na quinta-feira, e os criminosos usaram explosivos na ação.

Devido a temperaturas altas em várias regiões do Estado, houve uma vítima de afogamento. Um jovem de 16 anos morreu afogado no Rio Gravataí, na localidade do Passo das Canoas. O corpo foi localizado pelo Corpo de Bombeiros de Gravataí.