Correio do Povo | Notícias | Porto Alegre registra quatro homicídios em menos de 10 minutos

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 23 de Outubro de 2018

  • 02/01/2018
  • 17:48
  • Atualização: 18:43

Porto Alegre registra quatro homicídios em menos de 10 minutos

Casos ocorreram na Ilha do Pavão e na Lomba do Pinheiro

Casos ocorreram na Ilha do Pavão e na Lomba do Pinheiro | Foto: Ricardo Giusti

Casos ocorreram na Ilha do Pavão e na Lomba do Pinheiro | Foto: Ricardo Giusti

  • Comentários
  • Jessica Hübler

Quatro pessoas foram assassinadas em Porto Alegre no intervalo de dez minutos na tarde desta terça-feira. No primeiro caso, um homem ainda não identificado foi atingido por disparos de arma de fogo na rua Deputado Adão Pretto, antigo Beco da Taquara, na altura do numeral 2.770, na Parada 9 da Lomba do Pinheiro. O homicídio ocorreu por volta das 16h20min, quando a Brigada Militar (BM) foi acionada através do 190. Testemunhas relataram à BM que houve tiroteio no local, pois o grupo armado procurava por um traficante que atuaria na região. O traficante não foi encontrado, mas os criminosos dispararam contra a vítima, que seria “parecida” com o alvo.

Quando as viaturas da BM chegaram à Lomba do Pinheiro, testemunhas indicaram que os criminosos teriam fugido em direção à Escola Municipal de Ensino Fundamental Saint Hilaire. Os policiais militares efetuaram buscas e se depararam com o grupo, quando houve confronto armado. Um dos criminosos morreu no local, um deles foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pois estava ferido por disparo de arma de fogo e um menor foi apreendido pelos PMs.

No outro caso, duas mulheres foram assassinadas por volta das 16h30min na Ilha do Pavão, no bairro Arquipélago, zona Norte de Porto Alegre. Conforme a BM, testemunhas afirmaram que um grupo armado estacionou um veículo Chevrolet Ônix de cor marrom em frente à residência das vítimas, desceu e começou a disparar contra elas. Quem prestou depoimento informal aos policiais foi o marido de uma das vítimas e pai de outra, o que indica que seriam mãe e filha.

O duplo homicídio ocorreu na própria residência das vítimas, localizada na altura do numeral 135 da rua A, nas proximidades do Posto de Saúde da Ilha do Pavão. A motivação para o crime ainda é desconhecida. O Samu chegou a ser acionado, mas ao chegar no local ambas já estavam mortas. As duas mulheres haviam sido identificadas apenas pelo primeiro nome: A mãe, Andreia, 46 anos e a filha, Andressa, 18 anos.