Correio do Povo | Notícias | MP denuncia marido por tortura e morte de professora em Estância Velha

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

  • 08/02/2018
  • 14:33
  • Atualização: 14:41

MP denuncia marido por tortura e morte de professora em Estância Velha

Homem também é acusado de constrangimento há quatro alunos que assistiram o crime

Segundo MP, marido foi o responsável pela morte da professora de Estância Velha | Foto: Reprodução / Facebook / CP memória

Segundo MP, marido foi o responsável pela morte da professora de Estância Velha | Foto: Reprodução / Facebook / CP memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

Depois de 161 dias do crime, o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP) denunciou o marido da professora Elaine Maria Tretto pela morte da catequista em agosto de 2017. Conforme o promotor Bruno Amorim Carpes, o crime teria sido cometido por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante recurso que dificultou a defesa de Elaine e por razões da condição do sexo feminino da vítima. O homem, de 54 anos, também foi acusado pelo MP de contranger quatro alunos que estavam no local, além de possuir e manter arma de fogo e munição sem permissão dos órgãos competentes.

Relembre o crime

Por volta das 19h do dia 31 de agosto de 2017, o suspeito teria entrado no local com uma cópia da chave da porta, armado e surpreendido Elaine Tretto durante uma aula de catequese. Ele teria amarrado e amordaçado os quatro alunos presentes. Na sequência, teria vendado a vítima, amordaçou-a e prendeu seus punhos com fitas usadas como algemas plásticas.

Segundo o MP, ele teria arrastado a esposa até o banheiro e a agredido com diversos golpes no rosto, tórax e membros. Segundo a investigação, Elaine Tretto foi morta por asfixia com a utilização de um laço de corda ao redor do pescoço. Ainda segundo apurou os órgãos policias, a vítima queria o divórcio e, como o denunciado não queria partilhar o patrimônio comum do casal, decidiu cometer o assassinato.