Correio do Povo | Notícias | Polícia recupera baterias estacionárias furtadas em Estância Velha

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

  • 08/02/2018
  • 15:58
  • Atualização: 15:59

Polícia recupera baterias estacionárias furtadas em Estância Velha

Materiais foram encontra em residência de Novo Hamburgo e os proprietários presos em flagrante

Baterias foram encontradas em uma residência de Novo Hamburgo e os proprietários foram presos | Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP

Baterias foram encontradas em uma residência de Novo Hamburgo e os proprietários foram presos | Foto: Polícia Civil / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Franceli Stefani

Três baterias estacionárias furtadas em Estância Velha foram recuperadas na manhã desta quinta-feira em Novo Hamburgo. A ação da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu duas pessoas na ofensiva intitulada de Operação Metal. Conforme o delegado Luciano Dias Peringer, os homens que não tiveram a identidade revelada responderão por receptação qualificada. A Metal é mais uma ação permanente da Polícia Civil gaúcha no combate à receptação de fios, cabos de cobre e baterias estacionárias, especialmente, utilizados por empresas de telefonia.

De acordo com Peringer, os policiais da especializada, juntamente com técnicos de empresa concessionária de serviço público, na ação, diligenciaram em uma residência, onde foram localizadas as baterias. Diante dos fatos, os proprietários do local foram presos em flagrante e conduzidos para o órgão policial para as formalidades legais.

"A DRCP irá intensificar o combate aos receptadores destes materiais, visto que os mesmos acarretam imenso prejuízo às empresas vítimas, bem como para toda a sociedade que fica desamparada do serviço", afirma.

A ação resultou na prisão em flagrante pela prática de crime de receptação qualificada, com penas de três a oito anos de reclusão. Denúncias podem ser feitas à Polícia Civil através do Disque Denúncia, 0800-510-2828 ou ainda através do Whatsapp e Telegram, no número 984.187.814.