Correio do Povo | Notícias | Marido e cúmplice são denunciados por homicídio de contadora

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 22 de Setembro de 2018

  • 04/04/2018
  • 12:43
  • Atualização: 13:30

Marido e cúmplice são denunciados por homicídio de contadora

Corpo de Sandra Mara Lovis Trentin ainda não foi localizado

Sandra Mara Lovis Trentin, 48 anos | Foto: Facebook / Reprodução / CP

Sandra Mara Lovis Trentin, 48 anos | Foto: Facebook / Reprodução / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Os dois homens que estavam presos suspeitos de matar a contadora Sandra Mara Lovis Trentin, 48 anos, de Boa Vista das Missões, viraram réus por homicídio triplamente qualificado. O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) denunciou o marido da vítima, 48, e o comparsa, 21, na última segunda-feira. Outras pessoas também estariam envolvidas no crime, mas ainda não foram identificadas.

As investigações apontaram que o marido mandou matar a vítima pois queria o fim do casamento sem a divisão dos bens do casal. Sandra foi assassinada a tiros pelo comparsa do marido em um local ermo entre os dias 30 de janeiro e 17 de fevereiro. O corpo dela ainda não foi localizado, mas a Polícia Civil acredita que esteja enterrado em uma área rural na região.

Sandra saiu da casa onde morava com o marido e a filha na manhã do dia 30 de janeiro. Ela passou no escritório da família, antes de ir para Palmeira das Missões. Imagens de câmeras de segurança mostraram que ela foi até a Junta Comercial da cidade.

Logo após passar no local, a contadora teria sido abordada pelo jovem e outras pessoas – que teriam seguido Sandra desde Boa Vista das Missões. Eles renderam a vítima e a levaram até um local ermo, onde, por ordem do marido, a assassinaram.

O homem teria contratado o cúmplice, de 21, por aproximadamente R$ 40 mil – valor que incluía a morte e a ocultação do cadáver de Sandra. O comparsa sabia que os motivos do assassinato eram torpe – devido à condição de gênero de Sandra, com violência doméstica e familiar.

O jovem de 21 anos também foi denunciado por extorsão. Após ameaças verbais e por mensagens escritas, o cúmplice ameaçou o marido da vítima para conseguir vantagem econômica.