Correio do Povo | Notícias | Juiz adia julgamento de homem que matou companheira e incendiou casa no Vale do Sinos

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 12/04/2018
  • 13:08
  • Atualização: 13:16

Juiz adia julgamento de homem que matou companheira e incendiou casa no Vale do Sinos

Crime ocorreu em 31 de janeiro deste ano em São Leopoldo

  • Comentários
  • Correio do Povo

O juiz da 1º Vara Criminal de São Leopoldo, José Antônio Prates Piccoli, transferiu a data do júri popular do homem que tentou assassinar a companheira com golpes de canivete e incendiou ainda o apartamento do casal, colocando em perigo todo o prédio residencial. A sessão estava marcada para esta quinta-feira. O novo julgamento foi marcado para o dia 24.

O magistrado entendeu adequado aguardar o julgamento do pedido de desaforamento formulado pela defesa do réu, que alegou como fundamento para a alteração do local do júri a repercussão do crime em São Leopoldo, o que comprometeria a imparcialidade dos jurados. Além de responder por tentativa de feminicídio triplamente qualificado, o homem também foi processado pela tentativa de homicídio duplamente qualificado dos 90 moradores do condomínio. O crime ocorreu no dia 31 de janeiro deste ano em São Leopoldo.

Após discussão quando retornavam de Novo Hamburgo, o homem atacou a vítima com um canivete. Depois, ele foi sozinho para casa, onde apossou-se de alguns pertences e ateou fogo. A prisão dele ocorreria em 12 de abril daquele mesmo em Tramandaí, mantendo-se recolhido desde então no sistema prisional. A investigação policial apurou que o indivíduo não aceitava o fim do relacionamento com a companheira. O incêndio provocado no apartamento alastrou-se pelo lado externo do prédio, situado no bairro Padre Reus. Outros imóveis foram atingidos pelas fortes chamas.