Correio do Povo | Notícias | Raul Jungmann garante recursos para futura Penitenciária Federal de Charqueadas

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 21/06/2018
  • 15:55
  • Atualização: 16:04

Raul Jungmann garante recursos para futura Penitenciária Federal de Charqueadas

Ministro participou de entrega de veículos para a BM e Bombeiros

Raul Jungmann participou de evento de entrega de viaturas | Foto: Guilherme Almeida

Raul Jungmann participou de evento de entrega de viaturas | Foto: Guilherme Almeida

  • Comentários
  • Correio do Povo

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, garantiu que os recursos estão disponíveis para a futura Penitenciária Federal de Charqueadas cuja fase no momento encontra-se na licitação do estudo geotécnico do solo onde ficará o estabelecimento prisional federal. No entanto, ele percebe um problema na construção de casas prisionais no país, inclusive no Rio Grande do Sul.

“Temos recursos para apoiar mas temos dificuldade pois os municípios não querem receber e existem processos licitatórios que acabam judicializados. Infelizmente leva-se de quatro a cinco fazer uma unidade prisional”, lamentou. “Não é por falta de dinheiro.

O Fundo Nacional Penitenciário tem R$ 1,2 bilhão. No ano passado devolvemos R$ 600 milhões por que não conseguimos gastar. É muito difícil levar até o fim, dentro de um prazo previsível, a questão de construção de presídios e penitenciárias”, observou. Os principais problemas, na avaliação do ministro, são a legislação existente e rejeição dos municípios por “um temor infundado”.

Ministro participa de entrega de veículos

Raul Jungmann compareceu na solenidade de entrega de 16 novas caminhonetes modelo Ford Ranger XLT, tração 4x4, sendo 14 para a Brigada Militar e duas ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, ocorrida em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre. A solenidade teve as presenças do governador José Ivo Sartori e do secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, além do comandante-geral da BM, coronel Mário Ikeda, e do comandante do CBMRS, coronel Cleber Valinodo Pereira.

Os veículos, avaliados em cerca de R$ 2 milhões, foram repassados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública como contrapartida à participação de policiais militares gaúchos na Força Nacional. “Só este ano estamos investindo aqui R$ 4,7 milhões além de que estamos com quase metade da obra do Centro de Excelência de Perícia Criminal, que vai custar R$ 25 milhões e que vai centralizar em nível federal todas as perícias da região Sul do Brasil”, afirmou.

Ele espera que a conclusão ocorra em fevereiro de 2019. Nas próximas semanas, Raul Jungmann e Cezar Schirmner devem ser reunir-se em Brasília para tratar da questão do narcotráfico e execuções no RS, em especial em cidades como Viamão e Alvorada, apontadas como as mais violentas. “Conversei com Schirmer e, em breve, ele vai levar planos e propostas”, antecipou, em especial para as duas cidades gaúchas.

“A melhor política de segurança pública é a prevenção, voltada para jovens de periferias, negros, pobres, com baixa escolaridade, na idade entre 15 e 24 anos. O Brasil precisa cuidar do futuro desses jovens e não deixar eles irem para o crime. A repressão tem que acontecer depois de um crime”, considerou.