Correio do Povo | Notícias | Trio é morto a tiros no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

  • 19/08/2018
  • 09:37
  • Atualização: 15:17

Trio é morto a tiros no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre

Uma das vítimas era detento do regime semiaberto com tornozeleira eletrônica

Trio é morto a tiros no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre | Foto: Alina Souza

Trio é morto a tiros no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Correio do Povo

Em Porto Alegre, um detento do regime semiaberto com tornozeleira eletrônica e outros dois homens foram mortos a tiros na frente de uma pizzaria situada na avenida Baltazar de Oliveira Garcia, quase na esquina com a rua Doutor Carlos Maria Bins, no bairro Rubem Berta. O crime ocorreu na noite de sábado. Ocupantes armados de um Ford Fiesta, de cor branca, possivelmente com placas clonadas, desembarcaram do carro e atiraram nas três vítimas que estavam juntas. Houve pânico entre os clientes e funcionários do estabelecimento comercial, com correria entre mesas e cadeiras, sendo buscado refúgio até no interior do prédio. Após o cessar dos disparos restaram caídas as três vítimas, das quais duas na calçada e uma na entrada da pizzaria. Acionados, os policiais militares do 20ºBPM compareceram no local e isolaram o local para o Instituto-Geral de Perícias. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil que pretende agora identificar oficialmente as vítimas e buscar possíveis imagens de câmeras de monitoramento.

Na manhã deste domingo, os moradores do entorno comentavam o crime no local. Um deles, que pediu para não ser identificado, acompanhou toda a movimentação policial apo longo da noite de sábado. Segundo ele, os três homens estavam “comendo batatinhas e tomando cerveja” em uma mesa no lado externo, sendo então alvos dos tiros. Além de dois indivíduos que desceram encapuzados do Ford Fiesta estacionado na rua Doutor Carlos Maria Bins, o morador contou que uma moto, com dois ocupantes, teria sido vista na área em apoio aos executores. “Foram mais de 20 tiros de pistola”, afirmou, acrescentando um dos mortos seria “matador em Alvorada”. Já um outro morador contou que havia passado cinco minutos antes dos tiros.