Correio do Povo | Notícias | Assaltante de bancos Papagaio é preso no Paraná

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

  • 11/09/2018
  • 08:20
  • Atualização: 08:55

Assaltante de bancos Papagaio é preso no Paraná

No local, havia diversos fuzis e explosivos utilizados nos ataques

Assaltante de bancos Papagaio é preso no Paraná | Foto: Polícia Militar do Paraná / Divulgação / CP

Assaltante de bancos Papagaio é preso no Paraná | Foto: Polícia Militar do Paraná / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Um dos principais assaltantes a banco do Rio Grande do Sul, Cláudio Adriano Ribeiro, o Papagaio, foi preso nesta terça-feira, em Agudos do Sul, no Paraná. Além dele, outras três pessoas foram detidas em uma chácara no bairro Leão.

No local, a Polícia apreendeu quatro fuzis, entre eles um AK-47, que estavam em cima da mesa da cozinha. Em uma mochila, o grupo escondia explosivos que eram utilizados para os ataques a bancos. Foram localizados ainda 14 carregadores – todos municiados, totalizando 298 balas de calibre 7.62, 110 de calibre 5.56 e oito munições de calibre .50. Ainda na cozinha, havia 16 placas balísticas e quatro capas de colete, sete toucas ninjas, dois rádios comunicadores, lanternas, luvas e miguelitos.

No pátio, foi encontrado um Fiat Uno e uma Mitsubishi Pajero, que teria sido roubada em São Paulo, no mês de junho. A caminhonete com blindagem foi preparada para transportar o armamento. Além disso, dois buracos foram realizados no vidro traseiro para possíveis disparos de arma.

A Polícia Militar chegou ao local após informações do setor de inteligência apontarem grande quantidade de armamento em uma casa na Estrada Ari Buhrer Machado. Um pelotão se deslocou até o sítio para fazer as apreensões e as prisões dos criminosos.


Foto: Polícia Militar do Paraná / Divulgação / CP

Papagaio estava foragido desde dezembro de 2017, quando não se apresentou no Patronato Lima Drummond, da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), no bairro Teresópolis, em Porto Alegre.  Ele cumpria pena em regime semiaberto desde setembro do ano passado, após ficar preso em regime fechado desde 2011.

Ele já figurou na lista dos criminosos mais perigosos do Rio Grande do Sul na década de 1990. Acusado de assaltos e de pelo menos um latrocínio, o apenado recebeu pena de 52 anos e três meses de prisão, mas já fugiu seis vezes do sistema carcerário. Ele também ganhou notoriedade por ser o primeiro a escapar da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), em 1999.

Para o chefe da Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt, a prisão de Papagaio tem caráter simbólico e é "muito importante", já que ele vinha sendo investigado desde sua fuga. "A prisão dele, principalmente pelo armamento, é um ganho muito grande para a segurança pública do Sul do País, para o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, porque o grupo dele era responsável por todos esses ambientes e talvez até fora (da região Sul)", declarou.

Veja onde fica Agudos do Sul: