Correio do Povo | Notícias | Reunião entre Lanceiros Negros e governo do Estado termina sem acordo

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

  • 16/06/2017
  • 15:09
  • Atualização: 15:27

Reunião entre Lanceiros Negros e governo do Estado termina sem acordo

Integrantes reclamaram da falta de atenção de José Ivo Sartori com movimentos sociais

Caminhada saiu da Ocupação Mulheres Mirabal e foi até o Palácio Piratini | Foto: Carmelito Bifano / Especial CP

Caminhada saiu da Ocupação Mulheres Mirabal e foi até o Palácio Piratini | Foto: Carmelito Bifano / Especial CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O movimento Lanceiros Negros realizou nesta sexta-feira uma caminhada até o Palácio Piratini para cobrar os auxílios e respostas imediatas do governo para as 70 famílias que foram retiradas do prédio no Centro de Porto Alegre que ocupavam desde novembro de 2015. Ao chegarem a sede do governo, se reuniram com o Secretário Adjunto da Casa Civil, José Guilherme Kliemann, mas deixaram o local reclamando que não foram atendidos.

“Quem nos recebeu foi uma pessoa que não tem nada e, que no final, afirmou que não podia dizer nada e que estava só para receber o documento”, revelou a representante do Movimento Lanceiros Negros, Lisandra Rodrigues dos Santos, de 36 anos. “Mas ainda disse que estavam (o governo) abertos aos diálogos (risos)”, completou.

Marcada para iniciar às 11h, a caminhada foi adiada em aproximadamente uma hora, já que muitas pessoas ainda chegavam com doações ao prédio da Ocupação Mulheres Mirabal, na rua Duque de Caxias, no Centro Histórico de Porto Alegre. Com faixas de diversos coletivos e movimentos sociais o grupo saiu, sem apoio da Brigada Militar e da Empresa Pública de Transporte e Circulação, até o Palácio Piratini.

Recebendo apoio de populares durante a caminhada de cinco quadras, os manifestantes entoavam cânticos contra a ação da Brigada Militar na última terça-feira à noite e contra o governo de José Ivo Sartori. Assim que o grupo chegou ao Palácio Piratini, uma comissão foi eleita com deputados e representantes dos movimentos sociais para um encontro com o governo. Sem a presença de José Ivo Sartori e secretários no local, o escolhido para a reunião foi José Guilherme Kliemann.

A imprensa foi proibida de participar do encontro, o que gerou reclamações dos participantes da reunião. Aproximadamente 20 minutos depois de entrarem nas dependências do prédio, o grupo saiu e lamentou a falta de uma posição do governo estadual.

Veja como foi todo o deslocamento pelo Twitter @agora_CP

“Vamos seguir acompanhando e buscando outros parlamentares em uma luta que vai ser permanente. Por exemplo, como as gurias do movimento colocaram, onde estão as famílias? Para onde foram? Qual será o destino das famílias? Desta e de outras ocupações que podem sofrer a mesma com a mesma ação. Pedimos que vocês exerçam diálogo com outros parlamentares para que a gente fortaleça uma ação de apoio a luta por moradia digna”, declarou a deputada Stela Farias (PT).

Está programado para o final da tarde desta sexta-feira, na Esquina Democrática, uma nova manifestação, mas que não é organizado pelo Movimento Lanceiros Negros, mas pelo Movimento Autônomo. Novo ato do grupo está agendado para próxima terça, no mesmo local.