Correio do Povo | Notícias | Prefeitura entrega projeto de Orçamento com déficit de R$ 700 milhões

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 21/08/2017
  • 21:43
  • Atualização: 22:02

Prefeitura entrega projeto de Orçamento com déficit de R$ 700 milhões

Previsão de receitas e despesas para LDO 2018 é de R$ 7,191 bilhões

Previsão de receitas e despesas é de R$ 7,191 bilhões | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória

Previsão de receitas e despesas é de R$ 7,191 bilhões | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

O prefeito em exercício de Porto Alegre, Gustavo Paim, encaminhou nesta segunda-feira o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018 à Câmara Municipal de Vereadores. O déficit orçamentário previsto é de R$ 701 milhões, com receita real de R$ 6,4 bilhões e despesas na casa dos R$ 7,191 bilhões. A proposta passou em assembleia do Conselho do Orçamento Participativo (COP), em 1º de agosto.

Segundo Paim, serão necessárias a compreensão e o esforço comum da sociedade, do Legislativo e do Executivo para que o desafio de equilibrar as contas públicas seja vencido até o fim do ano. “Se não houver o equilíbrio das contas, a assistência pode se precarizar cada vez mais, principalmente para o cidadão que mais precisa”, disse.

A estimativa de receita tributária é de R$ 2,17 bilhões, e a receita de transferências correntes é de R$ 2,32 bilhões. As operações de crédito poderão chegar a R$ 228,13 milhões. Já despesa de pessoal é projetada em R$ 3,62 bilhões, e as outras despesas correntes em R$ 2,24 bilhões.

O Executivo adverte que no primeiro quadrimestre de 2017, a despesa de pessoal ficou em 51,07%, e o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal é de 51,3%. Os investimentos poderão somar R$ 554,33 milhões, basicamente com convênios, recursos vinculados e operações de crédito.

A LDO é um instrumento constitucional e legal que serve de base para a construção do Orçamento do ano seguinte, a ser elaborado pela Secretaria do Planejamento e Gestão com o apoio das demais. O Orçamento deve ser entregue pelo Executivo à Câmara Municipal até 15 de outubro.