Correio do Povo | Notícias | Aécio diz a Anastasia que não vai participar de atos da campanha

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 19 de Agosto de 2018

  • 16/05/2018
  • 14:10
  • Atualização: 14:29

Aécio diz a Anastasia que não vai participar de atos da campanha

Anúncio da candidatura de Anastasia não teve participação de Aécio nem de Alckmin

Anúncio da candidatura de Anastasia não teve participação de Aécio nem de Alckmin | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / ABr / CP Memória

Anúncio da candidatura de Anastasia não teve participação de Aécio nem de Alckmin | Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / ABr / CP Memória

  • Comentários
  • AE

Réu por corrupção passiva e obstrução da Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou a Antonio Anastasia que, por ora, ficará fora dos eventos de pré-campanha do correligionário ao governo de Minas Gerais, diz o jornal O Estado de S. Paulo. "O senador Aécio Neves comunicou ao senador Anastasia que, enquanto não decidir seu futuro, sua participação nas eleições, não participará dos eventos", afirma nota da assessoria de Aécio.

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, por outro lado, se prepara para acompanhar Anastasia em viagem pelo interior do Estado. Os dois têm agenda em Poços de Caldas com líderes locais na sexta-feira. Após pressão do partido, Anastasia aceitou disputar mais um mandato ao Executivo estadual para garantir, entre outras coisas, palanque ao presidenciável tucano no segundo maior colégio eleitoral do País.

A cerimônia de anúncio da candidatura de Anastasia, na segunda-feira, não teve a participação de Aécio nem de Alckmin. Durante o evento, Anastasia ressaltou que terá o controle da campanha no Estado com o objetivo de não deixar nenhuma dúvida sobre a possibilidade de Aécio ter participação no comando da campanha. Sem citar os processos contra Aécio, afirmou que o colega de bancada decidirá "a seu tempo e hora" se será candidato em outubro. "O importante agora é continuar conversando com os partidos."